Por vinicius.amparo

Rio - Cerca de 96 apartamentos foram sorteados pela Caixa Econômica Federal no último sábado (11) em São Pedro da Aldeia, região dos Lagos, na Casa de Apoio Sementes do Amanhã, no bairro Mossoró. O empreendimento Pontal da Lagoa oferece diversas unidades habitacionais, divididas em seis blocos. Os titulares têm o prazo de 120 meses para quitar o imóvel, em parcelas que variam de R$ 25 a 80, sem juros e com correção do valor, aliado ao complemento do Governo Federal. Durante o parcelamento, o imóvel não pode ser alugado nem vendido, com a possibilidade de retirada do benefício. 

“Gostaria de agradecer a Deus por mais esse momento importante na nossa cidade e a equipe de governo. Apesar das dificuldades em relação ao empreendimento Pontal da Lagoa, conseguimos ter esse final feliz com o trabalho de nossa equipe. Temos trabalhado com muita transparência e responsabilidade para atender o município de São Pedro da Aldeia. Estamos lutando para trazer melhorias em diversos setores da cidade, na saúde, educação, no desenvolvimento econômico e no saneamento básico. Parabéns aos contemplados com a unidade habitacional. Também agradeço a Caixa Econômica Federal que sempre nos atendeu bem, se preocupando com o bem-estar da população aldeense”, afirmou o Prefeito Cláudio Chumbinho.

O Programa federal “Minha Casa Minha Vida” foi criado para diminuir o déficit habitacional no Brasil e é dividido em três faixas de atendimento: famílias de 0 a 3 salários, 3 a 6 salários e 6 a 10 salários. Dentre os atores sociais participantes do programa, cabe a Prefeitura realizar o trabalho de cadastramento de todas as famílias junto ao Cadastro Único para programas sociais (CAdÚnico). À Caixa Econômica Federal, cabe aceitar e analisar o projeto, as licenças ambientais, fiscalizar todo o processo de obra até a entrega das unidades e também o trabalho pós-entrega, se responsabilizando por possíveis problemas estruturais, além da seleção dos beneficiários.

A primeira sorteada foi Jociara Santos da Silva, cuja enteada é portadora de necessidades especiais. Moradora de São Pedro da Aldeia há cerca de 20 anos, Jociara falou sobre as expectativas da casa nova. “A expectativa é sempre a melhor possível, moro na beira da praia, local classificado como área de risco, mas agora terei um novo lugar para morar com a minha família. Fiquei sabendo do programa pela Assistência Social e espero que outras pessoas também tenham a oportunidade de serem beneficiadas como eu fui”, disse.

Você pode gostar