Por vinicius.amparo

Foi assinado na tarde desta sexta-feira (24) pelo prefeito de Barra Mansa, Jonas Marins, o Consórcio Barra Mansa: o contrato de concessão de serviços de transporte coletivo de passageiros no município. O consórcio, formado por duas empresas da cidade (Colitur e Triacon), venceu a licitação do transporte coletivo, finalizada no dia 03 de março deste ano. “Esse é um momento muito importante para nosso município. Estou há 25 anos na vida pública e durante esses anos muito ouvi falar sobre mudanças no transporte, que haveria licitação, mas até agora nada tinha sido feito. Hoje, com a assinatura desse contrato, começamos uma boa fase e estou muito feliz. Esperamos agora a boa aplicabilidade do sistema e vamos cobrar por isso”, disse Jonas.

De acordo com o presidente da Comissão de Licitação, Jonathan Aguiar, o consórcio tem de 60 a 120 dias, contados a partir desta sexta-feira, para implantar o novo sistema de transporte coletivo em Barra Mansa. “O trabalho da comissão termina hoje, com a assinatura desse contrato. A partir de agora, o trabalho de implantação do novo sistema será feito pelos representantes do Consórcio Barra Mansa em parceria com a secretaria municipal de Ordem Pública. Eles vão se reunir periodicamente e definir um cronograma de implantação do serviço”, informou.

O secretário municipal de Ordem Pública, Ueslei de Carlos Brito, fez questão de destacar que o apoio dos presidentes de associações de moradores e dos vereadores será fundamental antes e durante a implantação do sistema. “O momento de implementação é o pior e mais difícil. A gente não consegue mudar um sistema de transporte coletivo de um dia para o outro, teremos muito trabalho pela frente e precisamos da paciência da população, além da ajuda dos representantes das associações de moradores que conhecem as necessidades dos bairros”, comentou Ueslei.

Segundo o empresário Paulo Afonso, a nova frota será composta por cerca de 90 ônibus. “De 30 a 40% dos ônibus serão zero quilômetro, o restante terá até dois anos de vida útil”, disse. Segundo Jonathan, conforme previsto no processo licitatório, logo no início serão incorporados a frota 43 ônibus novos. “O restante será integrado de forma gradativa”, disse.

Você pode gostar