Por lucas.freitas

Sul Fluminense (RJ) - Nesta terça-feira (5/05), agentes do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) estiveram no Terminal Rodoviário Comendador Geraldo Ozório, em Barra Mansa, e no terminal Álvaro Correa, em Miguel Pereira, região do Sul Fluminense. Ao todo, eles registraram 35 reclamações, recolheram quatro coletivos e aplicaram oito multas aplicadas, chegando ao valor de R$ 10.585,75.

Em Barra Mansa, as principais queixas foram referentes a horário irregular. Durante a operação, as equipes flagraram veículos com documentação irregular, falta de selo de vistoria e em mau estado de conservação. Os agentes do Detro fiscalizaram as 67 linhas de ônibus intermunicipais que saem do município com destino para Valença, Quatis, Resende, Piraí, Volta Redonda, Três Rios, Vassouras, Rio de Janeiro e cidades da região Metropolitana do Rio, como Nova Iguaçu, Itaguaí, Paracambi, Niterói e Mangaratiba. As linhas são operadas por 14 empresas e têm frota de 216 veículos.

Fiscalização do DetroDivulgação

Já em Miguel Pereira, as infrações flagradas pelos fiscais foram plataforma para cadeirante com defeito, cigarra inoperante e falta de despachante no ponto de origem e destino. No município, cinco empresas operam as 24 linhas intermunicipais, que contam com uma frota de 41 ônibus, com destino a Barra do Piraí, Vassouras, Três Rios, Petrópolis, Paty do Alferes, Japeri e Rio de Janeiro, entre outras localidades do estado.

Desde que foi lançado, no início de março, a Ouvidoria Itinerante do Detro já percorreu os terminais João Goulart, em Niterói; Américo Fontenelle, na Central do Brasil; Alvorada, na Barra da Tijuca; Praça Seca, em Jacarepaguá; Alexis Novellino e Largo Santo Antônio, ambos em Cabo Frio, além dos terminais de Rio Bonito, Nova Iguaçu, Duque de Caxias, Campos dos Goytacazes e na Rodoviária Novo Rio. Com a ajuda das denúncias dos passageiros, a fiscalização já recolheu, ao todo, 131 coletivos em situação irregular e aplicou 316 multas.

Desde janeiro, o Detro já infracionou em todo o estado 1.773 ônibus da frota regular e outros 642 foram retirados de circulação. Além da operação de inteligência, o Detro também utiliza as denúncias feitas pela população para direcionar as ações de fiscalização. 

Você pode gostar