Búzios investiga crime ambiental

Ex-vereador e atual assessor do prefeito é preso, acusado de comandar incêndios e desmatamentos

Por O Dia

Rio - Três meses de investigação pela Guarda Marítima Ambiental (GMA) de Armação dos Búzios, o ex-vereador Jefferson de Jajaia, atualmente ocupando o cargo de assessor especial do prefeito André Granato, foi preso em flagrante no último dia 5, desmatando um terreno em área de proteção ambiental na Praia Rasa, entre Búzios e Cabo Frio. Um trator era utilizado para remover a vegetação. Marcelo Morel, comandante da GMA, responsável pelo flagrante, diz que Jefferson é o maior desmatador de Búzios.

“Nesse último verão, houve 88 incêndios na Região dos Lagos. Só em Búzios foram 33, todos criminosos. E a maioria para especulação imobiliária”, revela Morel, que foi nomeado comandante da GMA no último dia 30. Apesar de municipal, o órgão é subordinado ao Ibama e tem a função de fiscalizar crimes ambientais em qualquer lugar do país. “Esse foi meu primeiro ato como comandante: ordenar uma praia parque e prender o segundo maior incendiário e o primeiro maior desmatador de Búzios”, acusa.

Na ação%2C fiscais da Guarda Marítima Ambiental flagraram um tratorista devastando área de vegetação nativa%2C de propriedade do assessorDivulgação

O episódio foi considerado crime ambiental e o assessor,conduzido, junto com o tratorista, para 126ª DP (Cabo Frio), onde foi registrada a ocorrência. A área, com mais de 100 mil metros quadrados, é de propriedade da família do ex-vereador e, segundo ele, já vem sendo alvo de invasões e vandalismo, com incêndios frequentes e cortes da vegetação, para posterior ocupação.

Em nota, Jefferson, que foi solto no mesmo dia 5, após pagar fiança, afirma que estava apenas contendo o desmatamento. Já o tratorista afirmou, no ato da prisão, que derrubou apenas uma árvore e que nunca esteve no local antes. Versões que o comandante da GMA desmente. “Eles não sabiam que havia trabalho de inteligência sendo feito por nós. Temos cerca de 300 fotos que comprovam que o desmatamento já vinha ocorrendo há algum tempo, pelo menos desde janeiro.”

Por meio da assessoria de imprensa da prefeitura de Búzios, o ex-vereador e atual assessor informou que estava no local para preservar o que ainda resta do terreno da família, fazendo o cercamento do mesmo, com a ajuda de moradores do local.

Para o comandante da Guarda Marítima, o ex-vereador está tentando reverter a denúncia, com apoio velado dos secretários do governo, e ameaçando moradores no local. “Os comparsas que não prendemos estão pressionando as autoridades municipais para me afastarem do comando da GMA. São pessoas ligadas à estrutura administrativa municipal, na tentativa de fazer tráfico de influência”, desabafa o comandante Morel.

Ação ameaça falésias e mata nativa

?A área onde houve desmatamento irregular está localizada no limite dos municípios de Cabo Frio e Búzios e tem grande interesse geológico. Apresenta evidências de que foi uma falésia (forma geográfica comum em litorais) há cerca de 5.100 anos e está identificada pelo Inea (Instituto Estadual do Ambiente) como sendo de mata nativa.

Os paredões foram formados por sedimentos avermelhados, originados pela ação erosiva das ondas, quando o nível do mar encontrava-se acima do atual.

Últimas de _legado_O Dia no Estado