Prefeitura de Cabo Frio anuncia novas medidas na área da Saúde

Choque de ordem na pasta vai começar por mudanças no controle do fornecimento de medicamentos

Por O Dia

RIO - O prefeito de Cabo Frio, que desde ontem, conforme noticiou O Dia no Estado, acumula o cargo de secretário de Saúde do município, Alair Corrêa, fez nesta quarta-feira, visita ao almoxarifado da Secretaria, e anunciou as medidas para agilizar a distribuição de medicamentos às unidades de Saúde

Mais rigor na distribuição dos medicamentos, atualização de cadastro dos pacientes e criação de uma Ouvidoria independente na própria Secretaria Municipal de Saúde. Essas serão as primeiras medidas adotadas pelo prefeito Alair Corrêa, que desde terça-feira (12/5), assumiu também as atribuições como gestor da pasta. A intervenção tem como objetivo a identificação e correção de possíveis erros no sistema para adequação de procedimentos e processos na Secretaria Municipal de Saúde. Para isso, também foi criada uma comissão, que durante os próximos três meses, irá percorrer todos os setores da saúde no município.

"Vou assumir temporariamente a Secretaria Municipal de Saúde para deixar a saúde do jeito que a população quer e merece. Não vão faltar medicamentos, exames, nem consultas. Vou receber reclamações e quero que todos os procedimentos sejam revistos", disse o prefeito.

Depois de se reunir no gabinete com colaboradores da pasta, assessores e representantes da comissão que irá apurar possíveis irregularidades, Alair Corrêa foi visitar o almoxarifado da Secretaria de Saúde, de onde saem os medicamentos e insumos para distribuição aos postos de saúde e hospitais do município. Lá ficam armazenados os medicamentos da lista básica, definida na Relação Municipal de Medicamentos (REMUME), em acordo com as normas do Ministério da Saúde, além de medicamentos de controle especial, medicamentos pertencentes aos protocolos ou que possuam alguma especificidade.

"Não encontramos qualquer irregularidade no almoxarifado. Vamos agora percorrer as unidades de saúde para ver como esses medicamentos estão chegando à população", disse o prefeito.

Segundo Alair Corrêa, a Secretaria Municipal de Saúde irá alterar o fluxo de distribuição dos remédios com implantação de um sistema integrado entre o almoxarifado e as unidades de saúde. O novo sistema evitará duplicidade de entregas e agilizará a manutenção do estoque e distribuição. A finalidade da mudança é garantir maior segurança na dispensação de medicamentos e um controle de estoque nas unidades de Saúde.

"O novo sistema possibilitará mais agilidade e comodidade ao cidadão e, principalmente, economia ao município, pois a forma de gestão de entrada e saída de medicamentos será feita por um programa que irá interligar os postos de saúde dos bairros e os hospitais ao almoxarifado, ou seja, tudo que for entregue à população será registrado e, no momento da compra, o setor de Saúde terá um controle efetivo do quê e quanto comprar", ressaltou.

A Secretaria Municipal de Saúde também vai convocar todos os usuários do Sistema Único de Saúde para atualização dos dados cadastrais e confecção do novo prontuário unificado para realização de consultas e exames. Em conjunto com a comissão, que irá investigar possíveis falhas nos sistemas, o prefeito Alair Corrêa determinou ainda a criação de uma Ouvidoria independente que será instalada nos próximos dias na própria Secretaria de Saúde para receber reclamações e denúncias da população.

"Quero saber de tudo que acontece. Desde o menor problema ao mais grave. Uma pessoa não pode ficar sem receber seu medicamento, não pode ficar sem ambulância. Quero convocar a população que procure essa Ouvidoria com as demandas não atendidas para que os procedimentos possam ser revistos". Nesta quarta-feira, o prefeito Alair Corrêa também visitou o setor de faturamento. Amanhã ele irá se reunir com os colaboradores do setor de licitações

Últimas de _legado_O Dia no Estado