Festa celebrada há 53 anos lota o distrito de Raposo

Procissão de carros de boi ocorre em estância hidromineral em Itaperuna

Por O Dia

Rio - Para quem mora na capital, o tempo parece passar mais devagar em Raposo, estância hidromineral em Itaperuna, Noroeste do estado, recebe turistas o ano inteiro. Na divisa com Minas Gerais, o lugar, famoso por suas águas medicinais, guarda um clima bucólico, com carroças passando na rua. Há cinco décadas, nesta época do ano, os moradores se preparam para receber até 30 mil visitantes para celebrar a Festa dos Carros de Boi. 

“É uma tradição local e conhecida em todo o Brasil”, diz o prefeito Paulo Marques Rodrigues, o Alfredão. De origem católica, a festa começou com as obras de ampliação e reforma da Igreja de Santo Antônio, em 1962. Na época, dois jovens reuniram a comunidade para a reconstrução do templo, carregando material de obra em carros de boi. Além da procissão, a programação conta com missas e atrações musicais.

Tradição de origem católica%2C a 53ª Festa dos Carros de Boi espera 30 mil visitantes de hoje até domingoDivulgação

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Itaperuna, Paulo César da Silva, os 14 hotéis e pousadas de Raposo têm ocupação total durante a festa, que este ano começa hoje e vai até domingo. Segundo ele, são gerados cerca de dois mil empregos temporários para a preparação da festa. “É muito importante para a nossa economia. A rede hoteleira não dá conta da demanda e muitos moradores alugam suas casas para receber os turistas”, afirma.

Além de seguir todos os anos a procissão, o aposentado Geraldo Freitas, de 67 anos, tira uma renda extra nessa época do ano alugando sua casa. “É bom que os turistas me fazem uma companhia e ajuda a pagar as contas. Procuro ser hospitaleiro, como todo o povo daqui.”

Reportagem de Lucas Gayoso

Últimas de _legado_O Dia no Estado