Duque de Caxias vai ganhar o primeiro abrigo público para idosos da Baixada

O local terá capacidade para atender cerca de 50 pessoas da terceira idade

Por O Dia

Duque de Caxias (Rj) - Durante a II Conferência Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa em Duque de Caxias realizada em maio, a secretaria municipal de Assistência Social e Direitos Humanos anunciou a construção do primeiro abrigo permanente para idosos sem família da Baixada Fluminense em Parada Angélica, no terceiro distrito. O local terá capacidade para atender cerca de 50 pessoas da terceira idade em situação de vulnerabilidade social, zelando pela promoção, inclusão e o desenvolvimento social e pessoal da população acolhida. Com as obras em andamento, a Prefeitura espera entregar o equipamento pronto até o mês de outubro.

“Este abrigo é um grande avanço para Baixada Fluminense, porque na região são poucas as instituições públicas que fazem este acolhimento. Queremos oferecer conforto e um atendimento de qualidade aos idosos, como uma forma de amenizar a dor daqueles que já deram tanto por nós”, destacou a secretária Claudia Peixoto, que explicou ainda a forma como será feito o acolhimento. “É importante esclarecer que as indicações dos idosos para o abrigo virá da Vara da Infância, da Juventude e do Idoso, e do Ministério Público. Ou seja, pessoas oriundas de demanda judicial e através do serviço de Proteção Especial”.

Estrutura

Instalada em uma área de aproximadamente 1.500 metros quadrados na Avenida Vitória, s/n – Lote 2 da Quadra 2, a instituição de longa permanência terá 16 quartos coletivos, com capacidade para até quatro idosos, camas adaptadas, roupeiros e cômodas individuais, ar-condicionado, ventilador de teto e banheiros adaptados às pessoas com necessidades especiais.

Além disso, o abrigo terá também espaços ecumênicos; sala multiuso; salão de jogos e de atividades coletivas; atendimento em ludoterapia – técnica psicoterápica de abordagem infantil que se baseia no fato de que brincar é um meio natural de auto expressão da criança –; refeitório; sala de atendimento individualizado e fisioterapia.

Pensando na saúde dos futuros acolhidos, as secretarias municipais de Assistência Social e Direitos Humanos; e de Saúde firmaram uma parceria para levar atendimento médico e ambulatorial a todos os idosos.


Últimas de _legado_O Dia no Estado