Morar Seguro chega a Petrópolis

Os primeiros contemplados pelo programa na cidade são 39 moradores da Rua Otto Reymarus, no bairro Lagoinha

Por O Dia

Rio - Após ação civil pública movida pelo Ministério Público do Rio, a Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) anunciaram nesta sexta-feira que vão iniciar o pagamento de indenizações a famílias que residem em áreas de risco em Petrópolis, na Região Serrana. Os primeiros contemplados pelo programa Morar Seguro na cidade são 39 moradores da Rua Otto Reymarus, no bairro Lagoinha, que receberão um total de R$ 3,2 milhões.

Já foram cadastradas 272 famílias das cerca de 1 mil que deverão ser atendidas pelo programa, que soma R$ 102 milhões, dos quais R$ 75 milhões do governo federal e o restante de contrapartida do governo estadual. Além de indenizações (os contemplados também podem optar pela compra assistida), o projeto, inédito no papaís, prevê a demolição das residências após a saída dos moradores e o reflorestamento das áreas de risco. A previsão é a de que os primeiros pagamentos aconteçam em 30 dias.

Últimas de _legado_O Dia no Estado