Colonizações alemã e italiana são festejadas em Petrópolis e Porto Real

Eventos movimentam o turismo no fim de semana

Por O Dia

Rio - As colônias alemãs e italianas que ajudaram a construir as riquezas de importantes cidades do interior do estado hoje são celebradas com eventos que atraem turistas e visitantes. Em Petrópolis, na Região Serrana, foi aberta ontem à noite, no Palácio de Cristal, a 26ª Bauernfest, que homenageia os colonos germânicos que chegaram à cidade em 1845. A festa, que dura 10 dias, promete um público recorde de 230 mil pessoas. Já na sexta-feira é a vez de Porto Real, no Sul Fluminense, abrir a 16ª edição da Festa da Cultura Italiana, que vai até domingo, dia 5.

Muitos desconhecem, mas Porto Real — hoje mais conhecida por abrigar a fábrica da multinacional de origem francesa Peugeot Citroën —foi a primeira colônia italiana do país. A ocupação começou em 1875, quando cerca de 50 famílias vindas das cidades de Novi di Modena e Concordia Sulla Secchia, na Itália, chegaram ao Brasil.

A 26ª edição da Bauernfest%2C em Petrópolis%2C quer atrair 230 mil pessoasDivulgação

A mais tradicional festa de Petrópolis é responsável por impulsionar o turismo na região. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio (ABIH-RJ), a maioria dos hotéis de Petrópolis e Teresópolis está com as reservas esgotadas para os próximos dois fins de semana. A projeção da Prefeitura de Petrópolis para esse ano é de uma injeção de R$ 33 milhões na economia local e a criação de 1.100 postos de trabalho temporários.

A segunda maior festa alemã do Brasil traz muita música, dança, teatro, cinema, atrações infantis, concursos, artesanato, história, brincadeiras, exposições, cursos, pratos típicos e, claro, cerveja e chope bem gelados. Já a festa de Porto Real resgata suas origens com apresentações de música e dança folclóricas e barracas típicas, com destaque para massas, vinhos e doces, além de artesanato. Um acervo de imagens e de relíquias que lembram a presença dos imigrantes italianos na cidade será exibido no Porto Real Country Clube, onde o evento acontece, atraindo gente do Rio, São Paulo e Minas

Para Humberto Ettore, presidente da Associação Vittorio Emanuele II, que organiza a festa com o apoio da prefeitura, o fato de ocorrer em julho, ao contrário de edições anteriores, realizadas em junho, não vai tirar o brilho do evento. “Não temos dúvida de que será mais uma bela festa, pois, além da tradição, reúne as famílias, numa grande confraternização”, apostou.

Rei e Rainha são eleitos na Serra

O Palácio de Cristal, o Palco Koblenz, a Vila Germânica, a Rua Alfredo Pachá, a Casa da Educação Visconde de Mauá e o Centro de Cultura Raul de Leoni abrigam as 171 atividades da Bauernfest na Cidade Imperial. Hoje, às 15h, o destaque é o concurso para escolha do Rei, Rainha e Princesas da Bauernfest 2015, que pela primeira vez é realizado após o início da festa.

Já no domingo, às 11h, acontece o tradicional Desfile Folclórico, onde descendentes dos colonizadores alemães passeiam pelas principais ruas de Petrópolis em carros enfeitados com flores e as cores da bandeira de seu país de origem, dando as boas vindas aos visitantes. O desfile contará com o carro histórico da Underberg, tradicional bebida alemã. A relíquia, um automóvel Hudson fabricado em 1928, é uma réplica do primeiro carro utilizado pela empresa em suas entregas na Alemanha no início da década de 30. 

Últimas de _legado_O Dia no Estado