Projeto mostra ao mercado produtos culturais com história do Brasil Imperial

Turistas vivenciam situações que proporcionam viagem no tempo em várias cidades do Rio

Por O Dia

Rio - Seja tomando um chá com uma dama da nobreza ou vestindo um chapéu do Século 19, voltar no tempo já é possível em algumas cidades do estado. Graças a um projeto do Sebrae, 112 micro e pequenas empresas receberam o selo ‘Tour da Experiência’, que pretende mostrar ao mercado produtos culturais contando a história do Brasil Imperial.

O projeto atende a negócios que compõem a Cadeia Produtiva do Turismo das cidades de Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo, Paraty, Visconde de Mauá (Resende) e da região turística do Vale do Café (Rio das Flores, Piraí, Barra do Piraí, Valença e Vassouras). Para receber o selo, os empreendimentos, que vão de hotéis a espaços culinário, tiveram que cumprir exigências e participar de cursos de aprimoramento em imagem e divulgação, entre outras melhorias.

Lucas%2C um dos ‘canarinhos’ de Petrópolis%2C revive o mordomo de Dom Pedro II no Museu ImperialDivulgação

Para encerrar a 26ª Bauernfest — a segunda maior festa alemã do país —, haverá hoje, no Museu Imperial, uma apresentação dos Canarinhos de Petrópolis, que participam do projeto. Durante a apresentação, serão revelados detalhes do período do Império, enaltecendo o incentivo de Dom Pedro II à cultura. Um dos ‘canarinhos’, Lucas Mathias, revive o mordomo do Palácio, contando histórias da época.“Turistas e petropolitanos poderão conhecer melhor o nosso trabalho e a história do Brasil”, afirma o maestro Marco Aurélio Lischt.

Ao som de violão clássico e recital de poesia, o hóspede do Mara Palace Hotel, em Vassouras, também pode degustar o chá preferido de Eufrásia Teixeira Leite, dama da sociedade, considerada a mulher mais famosa do Vale do Café em seu tempo. “Recebemos um acompanhamento perfeito. A gente teve que estudar o assunto e aprimoramos nosso produto”, afirmou Susana Pires Magalhães, diretora do hotel.

A Edwilich Joias, em Petrópolis, proporciona ao cliente observar as etapas de criação de uma joia. Além disso, é servido como brinde um licor feito pela mesma família que fazia a bebida para o imperador.“Sempre quisemos criar uma experiência memorável. O Tour nos ajudou nisso”, disse Renata Leocadio.

Marisa Cardoso, gestora do Sebrae, destaca o caráter inovador do projeto. “Os empresários ficaram muito motivados, porque também conheceram suas histórias e, a partir disso, desenvolveram seus produtos”. Segundo ela, apenas a divulgação dos destinos turísticos não é suficiente para atender às expectativas dos turistas de hoje, que buscam experiências memoráveis.

Hotel de Vassouras promove o Chá com EufrásiaDivulgação

Da produção do mel à de sapatos

Em Nova Friburgo, os turistas podem conhecer o processo de produção e a história do cultivo do mel no Apiário Amigos da Terra, que promove visitas guiadas ao Museu do Mel. Já nas lojas das Sandálias do Caíque, no mesmo município, o cliente pode fabricar e customizar seu próprio calçado, como muitas pessoas faziam antigamente. O site www.tourdaexperiencia.com.br mostra a lista completa das experiências.

O lançamento oficial destas e outras iniciativas está previsto para 15 de setembro, na Ilha Fiscal, no Rio. Segundo o Sebrae, após esta data, as empresas terão independência para tocar o projeto. A ideia é que seja criada uma espécie de associação entre os empresários participantes, que trocarão experiências. A diretora geral dos hotéis Mara Palace, Susana Pires Magalhães, diz que os empreendedores descobriram uma identidade única através do projeto. “Eu já conhecia alguns empresários e a gente resolveu fazer uma cadeia, um link entre todos. A gente tem um roteiro e vai indicando os outros negócios aos clientes”.

 

Últimas de _legado_O Dia no Estado