Nova Friburgo cria inédita lei de incentivo à produção de cerveja artesenal

A medida é inédita no Brasil

Por O Dia

Nova Friburgo (Rj) - As microcervejarias de Nova Friburgo irão ganhar, em breve, uma lei de incentivo à produção e comercialização de cerveja artesanal no território municipal. O prefeito Rogério Cabral assinou o anteprojeto que cria o programa de incentivo às microcervejarias artesanais, nesta terça-feira (4), durante evento realizado no Salão Azul da Prefeitura, em presença de cervejeiros, representantes do Sebrae, da Firjan, do sindicato de alimentação, do governo e da Câmara municipal.

O presidente da Câmara, Márcio Damázio, foi um desses representantes. Ele recebeu o anteprojeto das mãos do prefeito, logo após a assinatura. O presidente da Comissão Permanente de Turismo da Câmara, vereador Gustavo Barroso, também participou dessa reunião de apresentação do anteprojeto. Dentre os representantes das microcervejarias compareceram ainda os proprietários da Barão Bier, da Rock Valley e da Buzzi, de Madalena.

A medida do governo municipal é inédita no Brasil, segundo o secretário municipal de Turismo, Nauro Grehs. “Somos a única cidade a criar incentivo à produção e distribuição de cerveja artesanal”, afirmou. Para Nauro, o objetivo é tornar Nova Friburgo uma referência em cerveja artesanal em nível nacional nos próximos 10 anos.

O prefeito Rogério Cabral disse que “o secretário de Turismo Nauro Grehs tem feito um trabalho grande junto a esse setor. Já tivemos o lançamento da nossa cerveja artesanal junto com o governador, no 2º Festival Internacional Mondial La Bière, e entendemos que iremos gerar trabalho e renda para a região, além de desenvolver o lado turístico”.

Para o consultor do Sebrae Sérgio Paiva, o Sebrae tem atuado fortemente em alguns estados produtores de cervejas artesanais, como no Estado do Rio, com 60 marcas. E por Nova Friburgo estar inserida numa região tradicional de cerveja artesanal, a Serra Fluminense, percebe-se um enorme esforço do governo municipal para incentivar esse segmento, a qualidade do produto e aliar ao município essa característica de um produto diferenciado.

“Tudo isso foi colocado nessa lei inédita, que incentiva diretamente a implantação das unidades produtoras, através de benefícios, como, por exemplo, a renúncia fiscal da prefeitura. Houve também o cuidado de se incentivar a comercialização da cerveja, incentivando, assim, toda a cadeia produtiva”, afirmou.

Segundo Paiva, cerca de 900 estabelecimentos comerciais do ramo alimentício serão atingidos com benefícios através dessa lei, todos que comercializarem as cervejas artesanais, com isenção escalonada do IPTU e alvará.

“Então a criação dessa lei incentivará a produção e a comercialização, posicionando o município no cenário nacional. Instituímos um selo de cerveja artesanal de Nova Friburgo, com o objetivo de manter a cultura viva da cidade através do produto”, disse.

De acordo com o anteprojeto, as cervejarias artesanais de Nova Friburgo terão espaço em todos os eventos da cidade, previstos no calendário turístico e cultural, como a Festa da Cerveja. Mesmo que o patrocinador dessa festa seja uma grande cervejaria, o espaço para as microcervejarias estaria garantido por força dessa lei.

Últimas de _legado_O Dia no Estado