Festival da Cachaça de Paraty tem segurança reforçada até domingo

Evento reúne atrações locais e diurnas

Por O Dia

Rio - Depois de um Carnaval violento, quando uma pessoa morreu, e outras nove ficaram feridas, e do atentado ao prefeito de Paraty, Carlos José Gama Miranda, o Casé, em maio deste ano, um esquema especial de segurança promete evitar imprevistos na 33ª edição do tradicional Festival da Cachaça, Cultura e Sabores da cidade. Além da mobilização de agentes e fiscalização, o evento, que começa nesta quinta-feira, terá novo formato para levar um tipo de público diferente ao areal do Pontal até domingo.

Segundo a prefeitura, o reforço na segurança não será apenas no número de policiais militares e guardas municipais, que terá efetivo triplicado. Nos dias de evento, haverá também blitz da Operação Lei Seca, uma delegacia móvel dentro do espaço do festival e apoio da Polícia Rodoviária Federal. A operação especial atenderá mais de 30 mil pessoas, público esperado para a festa. A cidade já conta com 90% da rede hoteleira ocupada.

“A gente teve a preocupação de organizar um festival seguro para o turista e o morador. Além do efetivo de segurança, não contratamos nenhuma atração de peso para evitar aglomerações. Preferimos apostas em ritmos da região”, disse o secretário-adjunto de Turismo, Gabriel Costa, além de ressaltar que a programação neste ano também será mais diurna.

As atrações musicais acontecerão durante todo o dia na tenda principal, a partir das 11h. A festa também vai proporcionar degustação de cachaça, palestras, entre outras atrações, que podem ser conferidas no site www.pmparaty.rj.gov.br.

Últimas de _legado_O Dia no Estado