Merco Noroeste deve atrair 30 mil pessoas até sábado (29)

Evento de negócios em Itaperuna conta com 180 estandes de empresas e instituições. Expectativa é movimentar R$ 12 milhões em um ano

Por O Dia

Itaperuna (RJ) - Começa nesta quinta-feira (27) e vai até sábado (29) a 17ª Merco Noroeste - A Feira Industrial e Comercial do Noroeste Fluminense, em Itaperuna, com expectativa de atrair cerca de 30 mil visitantes durante os três dias. Considerada uma das maiores feiras de negócios do interior do estado, integra, desde 2010, o calendário oficial de eventos do Rio de Janeiro. Estima-se que o volume de negócios projetados para os próximos 12 meses atinja R$ 12 milhões.

Ao todo, a feira terá 180 estandes de empresas e instituições de diversos setores, além de espaços com opções segmentadas para os visitantes: Feira do Conhecimento e Oportunidades, Espaço Gourmet, Merco Music e Salão Senac – Beleza, Saúde e Bem Estar. O evento acontece no campus V da Universidade Iguaçu (Unig), das 17h às 23h (pavilhões) e das 17h às 2h30 (praça de alimentação).

A Merco Noroeste tem como objetivos dar visibilidade às empresas do interior do Estado do Rio em seus diversos segmentos e, efetivamente, à concretização de negócios; proporcionar a toda comunidade fluminense momentos de lazer e descontração; apresentar as oportunidades de investimento que a região pode proporcionar nos setores: industriais, comerciais, turismo, tecnologia, confecção e serviços.

O evento também proporciona intercâmbio econômico entre os estados de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo e Rio de Janeiro e facilita acesso a informações sobre novas tecnologias e alternativas de expansão dos atuais mercados, além de estimular a criação de novos empreendimentos e consequentemente a geração de trabalho e renda.

A feira estimula ainda a ampliação do mercado para as pequenas empresas e amplia o quadro de fornecedores das grandes corporações, integrando pequenas empresas. Também há o incentivo ao turismo na região, com a divulgação de projetos envolvendo a fruticultura, cachaça, café, rochas ornamentais, artesanato, confecções e turismo.

O presidente da Representação Regional Firjan/CIRJ Noroeste Fluminense, Antônio Carlos Boechat, afirma que o evento é importante aliado para incentivar a geração de negócios e movimentar a economia da região nos segmentos de indústria, comércio e serviços. “Os empresários têm a oportunidade de mostrar sua capacidade de produção, de ampliar a visibilidade de seus negócios e de impulsionar o relacionamento profissional”, destacou.

Jogos matemáticos

Durante a 17ª edição, o estande do Sistema Firjan vai concentrar projetos e recursos tecnológicos oferecidos pelo Sesi e Senai nas áreas de educação básica e profissional. O público que visitar o estande poderá conhecer os jogos matemáticos da empresa inglesa Mangahigh, uma das iniciativas que compõem o Sesi Matemática.

Lançado em 2012 pelo Sistema Firjan, o programa visa despertar o interesse pela disciplina de maneira dinâmica e desafiadora, contribuindo na formação de jovens mais críticos e preparados para um mercado de trabalho cada vez mais competitivo. Também serão apresentadas outras ferramentas inseridas na metodologia de ensino da Escola Sesi Itaperuna para estimular o raciocínio lógico dos estudantes, como os blocos de montar da Lego Education.

Para a criançada, a diversão será garantida em um espaço para contação de histórias, oficinas de criação de fantoches de dedo e outras atividades recreativas. Ainda no estande do Sistema FIRJAN, ficarão expostos dois equipamentos que o Senai Rio oferece para a prática profissional de seus alunos: uma empilhadeira e um simulador de solda. Na região, a infraestrutura está disponível nas unidades Senai de Itaperuna e Santo Antônio de Pádua.


Últimas de _legado_O Dia no Estado