Romaria nas águas em lagoa de Saquarema no Dia da Pátria

Cirío de Nazaré mais antigo do país, festa religiosa em atrai 200 mil fiéis de várias cidades no feriadão da Independência

Por O Dia

Rio - Uma corrente de fé ofusca o feriadão de 7 de Setembro em Saquarema. É que na cidade da Região dos Lagos a manifestação do mais antigo Círio de Nazaré do país deixa as comemorações da Independência do Brasil em segundo plano.

As atenções amanhã no município estarão mais voltadas para o emocionante Círio das Águas, uma procissão de barcos em louvor à santa na Lagoa de Saquarema. As festividades religiosas já começaram, mas o ponto alto será terça-feira: a retirada anual da imagem de Nossa Senhora de Nazaré do altar da igreja para percorrer o Centro em procissão. Uma das principais manifestações religiosas do estado, a festa atrai mais de 200 mil pessoas em três dias.

Procissão marítima lota a orla e há vagas em barcos para acompanhar na lagoaSelene Ferreira / Divulgação

Somando os fiéis aos turistas que se divertem nas belas praias de águas verdes, o reforço na cidade não fica limitado à fé. O período impulsiona a economia local em escala quase comparável aos períodos de Carnaval e Revéillon, quando a região tradicionalmente lota. “As reservas foram feitas com dois meses de antecedência. O hotel lotou rapidamente”, conta Maria Brito, gerente do Hotel e Restaurante Marshai, no distrito de Itaúna.

Muita gente vai em busca de milagres. Fiéis levam flores, velas, fitas, sobem os degraus com objetos para pagar promessas por graças alcançadas. A aposentada Júlia Pereira, de 85 anos, fará orações depois de ter sido curada de uma doença pulmonar.

A programação do Círio é ampla. Inclui novenas, missas, procissões, bênçãos e shows com bandas católicas e locais, segundo Felipe Azeredo de Oliveira, mesário da Irmandade de Nossa Senhora de Nazazé, que administra a igreja e o círio.

A festa começou no dia 31 de julho em São Gonçalo, cidade com grande concentração de devotos. A imagem da santa visitou a Igreja Nossa Senhora da Conceição, no bairro Pacheco. De hoje a terça, as atividades começam de manhã e só terminam no fim da noite. Para não deixar a data cívica passar em branco, o Padre Mário Cézar Costa celebra missa solene pela Pátria às 10h

Andor surpresa

Um dos detalhes mais aguardados pelos romeiros na procissão principal do dia 8, às 20h, é a decoração do andor. Tradicionalmente, a estrutura é confeccionada por um artista local e tudo é mantido em segredo para garantir a surpresa na hora H. Ao final da romaria, acontece a distribuição das flores do andor, ao som da banda católica e queima de fogos.

Uma das partes mais emocionantes do evento, o Círio das Águas reúne mais de 70 barcos com vagas gratuitas para quem quiser participar. Acompanhar de terra firme também vale a pena e a orla fica lotada. As embarcações saem do Boqueirão, perto do Colégio Castelo Branco amanhã, às 14h, e só param no outeiro, onde o pároco faz a bênção dos romeiros.

Em sua quinta edição, o cortejo é uma alusão a 1915, quando uma seca assolou a cidade. Religiosos fizeram uma procissão extraordinária pedindo chuva e foram atendidos no dia seguinte. A chuva forte restabeleceu a água da lagoa e dos mananciais.

Imagem sumia da casa de pescador para se refugiar em rocha à beira-mar

O Círio de Saquarema foi iniciado em 1630, com a construção de uma capela, mais tarde transformada na atual Matriz, que fica no alto de um rochedo entre o mar e a lagoa. O cenário é encantador.

A história também. No dia 8 de setembro se comemora o nascimento de Nossa Senhora. Na véspera, naquele ano, uma forte tempestade assustou a todos e, ao amanhecer, pescadores encontraram na rocha uma imagem de Nossa Senhora de Nazaré.

A santa foi levada para a casa humilde de um pescador, mas sumia sempre e reaparecia no rochedo onde fora encontrada. Decidiu-se, então, construir a igreja na enorme pedra banhada pelas ondas e Nossa Senhora de Nazaré, então, substituiu o antigo padroeiro da cidade, Santo Alberto.

O Círio em Saquarema não tem cordas cercando os fiéis, como o de Belém do Pará. Além disso, a manifestação religiosa no Nordeste é realizada no segundo domingo de outubro.


Últimas de _legado_O Dia no Estado