Cinco anos após tragédia, Região Serrana registra crescimento

O setor agrícola registrou crescimento médio de 4% e 5% ao ano em 2014. Dados de 2015 ainda não foram fechados

Por O Dia

REGIÃO SERRANA - O setor agrícola do Estado do Rio de Janeiro chegou a registrar crescimento cinco anos após a tragédia que atingiu a Região Serrana. Os dados de 2015 ainda não foram fechados, mas, segundo o Secretário Estadual de Agricultura, Christino Áureo, até 2014 o setor vinha crescendo em média entre 4% e 5% ao ano. 

"Os números refletem um cenário positivo para uma região que sofreu um trauma como este. O restabelecimento da capacidade produtiva foi, desde o primeiro momento, uma prioridade nas áreas rurais, pois só assim foi possível garantir que as famílias recuperassem seus meios de subsistência e, gradativamente, retomassem suas vidas", disse. 

A tragédia, que matou quase 1000 pessoas há cinco anos, atingiu os municípios de Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis, Sumidouro, São José do Vale do Rio Preto e Bom Jardim, além de Areal, no centro-sul do estado. 

Alguns programas beneficiaram os produtores da Região Serrana, como o Rio Rural Emergencial, onde 1949 pequenos produtores de 124 comunidades rurais receberam recursos do Banco Mundial. Foi um total de R$ 14 milhões em incentivos não reembolsáveis para projetos de reconstrução e retomada de estruturas de produção.

Últimas de _legado_O Dia no Estado