Editorial: Os riscos de vanglória na Lava Jato

Não é razoável que o juiz Sérgio Moro expresse 'gratidão' pelas mensagens de apoio, que podem borrar-lhe o julgamento, como parece ter sido na exagerada coerção de Lula

Por O Dia

Rio - É inegável que a Lava Jato, por desnudar o maior esquema de corrupção da história do Brasil, caminha para impor profundas — e traumáticas — transformações na República. Fruto do trabalho incansável e meticuloso da força-tarefa que tem na figura do juiz federal Sérgio Moro o ícone mais visível e reconhecido. Mas contribuem neste mutirão agentes da Polícia Federal e membros do Ministério Público.

Ainda há muito a esclarecer e a provar, e talvez se passe uma geração até que todos os culpados estejam fora da política e dos círculos de influência. É por isso que o trabalho deve continuar, não importa o investigado ou o dano que provoque.

É prudente observar, no entanto, que a Justiça deve se pautar sempre pela imparcialidade e pelo respeito às leis, sobretudo à Carta Magna. Não é razoável que o juiz Sérgio Moro expresse ‘gratidão’ pelas mensagens de apoio, que podem borrar-lhe o julgamento, como parece ter sido na exagerada coerção de Lula. Vanglória na Lava Jato teria riscos incalculáveis.

Últimas de Opinião