Editorial: Batalha dos aposentados

Os mais de 137 mil aposentados e pensionistas do estado terão hoje novo round na luta constrangedora e inadmissível

Por O Dia

Rio - Os mais de 137 mil aposentados e pensionistas do estado terão hoje novo round na luta constrangedora e inadmissível que se transformou o direito legítimo ao recebimento dos salários. O Tribunal de Justiça decide se procede proposta de deputados da Alerj, que obriga a quitação imediata dos benefícios acima de R$ 2 mil não pagos aos servidores inativos em março. A esperança é que a decisão seja favorável aos aposentados e que haja dinheiro para liberar o pagamento. Com isso, se ganhará a batalha, mas não a guerra.

Como revelado por O DIA na semana passada, se nada for feito para aumentar a combalida arrecadação dos cofres públicos, não haverá dinheiro para honrar os 12 salários e mais o décimo terceiro dos 475 mil servidores este ano, incluindo os inativos. O caixa do governo, segundo técnicos do Rioprevidência, só garante pagamento de dez salários.

Com esse cenário negro, não é difícil deduzir que a corda vá sempre arrebentar nas mãos dos aposentados e das pensionistas, que diga-se de passagem não têm nenhuma responsabilidade pela má gestão que empurrou o estado para a penúria.

Últimas de Opinião