Editorial: A luta por aposentadoria mais justa

O governo terá de apressar ainda mais a adiada reforma para não quebrar o sistema

Por O Dia

Rio - O sistema previdenciário brasileiro está longe de resolver histórica questão, que é o de atender aos crescentes pedidos por aposentadorias mais justas de quem contribuiu por toda a vida e ao mesmo tempo acabar com déficit que aponta para astronômicos R$ 180 bilhões. Enquanto esse equilíbrio não vem, trabalhadores e aposentados buscam os direitos na Justiça, como o caso da desaposentação.

O INSS enviou resolução ao STF pedindo a suspensão em instâncias inferiores de mais de 182 mil ações sobre esse tema, como mostrou O DIA semana passada. São aposentados que continuaram a trabalhar de carteira assinada e querem abrir mão do benefício para requerer outro de maior valor, com base nas novas contribuições pagas.

Se aceito o pedido, o Supremo terá prazo de um ano para fechar questão que se arrasta por mais de 13 anos na Justiça. Se aprovar a desaposentação, será uma ótima notícia aos trabalhadores e péssima à Previdência. O governo terá de apressar ainda mais a adiada reforma para não quebrar o sistema.

Últimas de Opinião