Nelson Vasconcelos: Mamãe merece um descanso

Deixemos de lado esse mimimi sobre a crise e compremos logo a lembrancinha que acompanhará o abraço apertado do próximo domingo

Por O Dia

Rio - Como sabemos, mãe é mãe. Portanto, deixemos de lado esse mimimi sobre a crise e compremos logo a lembrancinha que acompanhará o abraço apertado do próximo domingo. Tem sugestões para todos os tipos de mamães. Elas merecem um pouco de tranquilidade. 

Fofoca: “Amantes”, de Elizabeth Abbott. Eis um assunto que desperta curiosidade. Basta ver o quanto já não lemos a respeito, por exemplo, de casos como Marilyn Monroe & John Kennedy & Jacqueline & Onassis, ou Príncipe Charles & Camilla, ou Princesa Diana & vários amantes. A autora levantou uma extensa lista de amantes desde tempos bíblicos, passando pela Antiguidade, pelos países orientais, pela época áurea dos reis e rainhas europeus, mafiosos, políticos, artistas, o diabo a quatro. Alguns relatos são um pouco mais apimentados, envolvendo dinheiro, poder ou pura sem-vergonhice mesmo —mas na boa. São 600 páginas de historinhas interessantes sobre anônimos ou famosos.

Para ler com a criançada: “O barco das crianças”, do Mario Vargas Llosa, narra a amizade de Fonchito com um velhinho que todo dia espera em vão um barco vir buscá-lo. Detalhe é que esse barco está navegando desde o século XI... Como assim? Aí é melhor que Vargas Llosa conte a história. É uma graça de livro, que cabe bem no clichê “para crianças de 8 a 80 anos”.

Alerta geral: “Sal, açúcar, gordura”, de Michael Moss. Mostra como esses três componentes nos viciam em inúmeros produtos já prontos ou semiprontos para consumo. Graças às suas interações químicas com nosso organismo, eles provocam prazer imediato, e fica difícil deixá-los de lado. A gordura, por exemplo, não só protege a língua de gostos ruins, como também ressalta os gostos bons. E haja sorvetes, refrigerantes, batatas chips, hambúrgueres feitos de restos de carne… Nada escapa. Sob o argumento de facilitar nossa vida, acabamos engolindo muita porqueira. Pior para as crianças. É enriquecedor.

Geração saúde: “Por um triz”, do André Ilha, um dos mais experientes escaladores do Brasil. Em textos leves e bem-humorados, conta aventuras nas suas décadas de andanças em trilhas e montanhas do país —entre elas, um assalto que sofreu escalando em plena Copacabana.
Nelson Vasconcelos Jornalista


Últimas de Opinião