Renato Geo: Novo modelo de gestão nos cemitérios do Rio

A marcação de sepultamentos passou a ser feita on-line, o que otimiza a distribuição das vagas por dia disponíveis

Por O Dia

Rio - Os cemitérios públicos do Rio são, hoje, administrados a partir de um novo modelo de gestão criado pelo poder concedente, com base numa filosofia profissional e no cumprimento de todas as determinações estabelecidas no Decreto 39.094/2014. Temos trabalhado, em parceria com a prefeitura, para melhorar os serviços prestados à população, acabando com as más práticas do passado.

Apesar do pouco tempo de implantação dessa nova cultura de administração nos cemitérios do Rio, já se obtiveram consideráveis avanços no sentido de aperfeiçoar o atendimento ao público. A marcação de sepultamentos passou a ser feita on-line, o que otimiza a distribuição das vagas por dia disponíveis nos 13 cemitérios públicos do Rio. Ou seja, não há qualquer ingerência das concessionárias nesse processo.

Levantamento da prefeitura mostra que 70% dos enterros são feitos em um dia, 23% em dois dias, e apenas 7% em três dias (e nesse último caso, a demora acontece por causa da liberação dos procedimentos legais).

Pela primeira vez se faz um recadastramento de jazigos perpétuos nos cemitérios, em decorrência do grande número de sepulturas abandonadas, algumas pertencentes a famílias que já se extinguiram e também em função de denúncias, no passado, de jazigos vendidos mais de uma vez para diferentes pessoas.

Acabamos de dar início, pelo São Francisco Xavier (Caju), às obras de ampliação do número de jazigos, para começar a resolver a questão da escassez de vagas de sepultamento, problema antigo e herdado da administração anterior. Formatamos os projetos dos novos jazigos, encaminhados para a aprovação da prefeitura, que recém-autorizou a criação de aproximadamente 14 mil vagas.

Isso, certamente, vai ajudar a desafogar o sistema: nesse primeiro momento são 10.756 vagas só no cemitério do Caju. É importante salientar, também, que todos os preços praticados nos cemitérios públicos são tabelados pelo poder concedente.

Assumimos a administração de sete cemitérios do município movidos pelo desafio de implantar um novo conceito de gestão na área cemiterial. Em pouco tempo, já avançamos em relação ao que era no passado e vamos seguir melhorando. Para tanto, só há um caminho: continuar trabalhando diurnamente. 

Renato Geo é diretor da Concessionária Reviver

Últimas de Opinião