Fernando Scarpa: Não Somos Todos Farsantes

De Tofolli em Tofolli, o STF vai se desmoralizando e revoltando a nação

Por O Dia

Rio - De Tofolli em Tofolli, o STF vai se desmoralizando e revoltando a nação. O Supremo Tribunal Federal, graças a ‘pedaladas’ na lei, articuladas pelo ministro discípulo de Vana, deixou os dias negros como as capas esvoaçantes que circulam na Corte. A Corte? Sempre ela, lugar das extravagâncias e dos abusos! Esquecem do povo, mas comem o ‘brioche’ feito pelo trabalhador contribuinte, não o do corrupto saqueador da nação.

Os juízes acataram a decisão, são concursados, obedecem a quem não é mas tem poder. Fazer o quê? Não há concurso para o STF. Para chegar lá, valem a amizade e interesses. O favor da nomeação e a gratidão pela indicação são pagos metendo nos buracos da lei as saídas a serviço do patrão! Me perdoem, a ideia de meter em buraco dá tesão e vontade de gozar. Convenhamos, também se goza escrevendo, saboreando o assunto.

E o ministro pedalou na lei e outras instâncias, gozou do poder e pegou carona na capa preta aposentada do ex-ministro Joaquim Barbosa. Voando nela, usou a decisão do Mensalão criando “nova jurisprudência”, descredenciando o valor e a finalidade da prisão preventiva. “Invencionice do Dias”, diagnosticou Barbosa sobre a decisão do ex-colega. A senadora Gleisi não se conteve diante diante do favor atendido e o marido liberto. Fez por merecer, defendeu o partido com unhas, dentes, nariz e maquiagem. No plenário, sem cerimônia, gozou em público e sorriu vitoriosa. Bobagem, já perdeu a vergonha há tempos, não se importa com tolices. Estamos em plena contravenção, a farra está boa, é tempo de São João, e a “quadrilha” está animada na fogueira das vaidades. No fogo da Justiça, ninguém quer se queimar.

No Twitter, a gritaria é grande, o espaço, pequeno, as indignadas, criativas. A mais comum diz que a Polícia Federal prende, e o Supremo solta! Até solta, mas o povo prende e prende dentro de casa, é o castigo. Não pode sair às ruas, o risco de linchamento é eminente. Sair do país é vetado: resta o conforto proporcionado pelo ministro que trocou a cela do meliante pela do apartamento, que tem como carcereiros os vizinhos do prédio e do bairro. A voz do povo é a voz de Deus e não há nada que se possa fazer. Nós não Somos Todos Farsantes (STF)!

Fernando Scarpa é psicanalista

Últimas de Opinião