Simone Viana: Os desafios da Educação brasileira

É notório que as políticas públicas precisam priorizar o combate às desigualdades sociais, e um grande passo é promover a Educação de qualidade como um direito social

Por O Dia

Rio - Os problemas e desafios da Educação brasileira figuram sempre no topo das listas de discussões entre profissionais da área e seus representantes no governo. Em uma pesquisa de opinião, o problema fundamental do Brasil seria a precariedade da Educação.

É notório que as políticas públicas precisam priorizar o combate às desigualdades sociais, e um grande passo é promover a Educação de qualidade como um direito social. Para que haja mudança, é preciso que a sociedade esteja convencida de que todos precisam contribuir, inclusive elegendo representantes que partilhem desta convicção e não estejam pensando somente nos seus benefícios pessoais.

A Educação é essencial para a conquista do desenvolvimento socioeconômico! Considera-se a Educação um dos setores mais importantes para o desenvolvimento de uma nação.

É através da produção de conhecimentos que um país cresce, aumentando sua renda e a qualidade de vida das pessoas. Mas é oposto que ocorre no cenário brasileiro. Nesse contexto, todos se prejudicam: educandos e educadores, filhos e pais, cidadãos e país.

O sistema educacional do país está envelhecido, ultrapassado, e não acompanha o ritmo do novo milênio. Não basta elaborar e aplicar testes que avaliam o desempenho dos estudantes, é preciso estimular e promover o crescimento de cada aluno no dia a dia, e o professor é a peça-chave deste processo, a chave para a melhoria do ensino.

A Lei de Diretrizes e Bases do Ensino e o Plano Nacional de Educação já deram o diagnóstico e a receita. Se apenas cumpríssemos as leis, já daríamos imenso passo na direção da universalização com qualidade.

Mas as ações governamentais não correspondem às expectativas geradas pela LDB ou pelo PNE, não dão continuidade a um projeto educacional já aprovado pela sociedade. Esse é grande equívoco que o governo tem cometido, por visar apenas a uma política de interesses próprios, atendendo ao capitalismo neoliberal e disseminando os direitos sociais da nação.

Melhorar a Educação é fundamental para qualquer sociedade crescer de forma sustentável com justiça social, e para isso precisamos de ações mediadas por efetiva colaboração entre União, Estados e Municípios, objetivando assegurar políticas que promovam a Educação para todos.

Simone Viana é professora da Estácio de Sá

Últimas de Opinião