Breno Freitas: Transporte e responsabilidade

Todo resultado na vida democrática significa a vitória da negociação para o bem comum

Por O Dia

Rio - Viver em uma sociedade democrática significa constantemente negociar. Ninguém pode ou consegue impor um só modelo de convivência ou gestão. Todo resultado na vida democrática significa a vitória da negociação para o bem comum.

A maioria das grandes cidades, em algum momento recente, confrontou seu sistema de táxis com os novos aplicativos de transporte de passageiros. Paris, Roma, Nova York, Berlim e outras tiveram que conciliar, negociar, fazer uma transição entre o sistema de concessões com as novas alternativas — sejam elas tecnológicas ou de novos meios de transporte coletivos. Nenhuma cidade abriu mão de seus taxistas, e nenhuma abriu mão das novas tecnologias. Cada uma encontrou forma moderna e eficiente de ver o futuro chegar.

Hoje, nessas metrópoles, o cidadão pode optar por diferentes serviços, mas sempre levando em conta que sua cidade não pode perder recursos nem abrir mão de licenças e acordos que sustentam seus cofres, sua rede escolar, sua segurança e sua assistência de saúde. Devemos buscar conforto e economia sem abrir mão de nossos compromissos coletivos.

Bom exemplo é a Prefeitura do Rio, pioneira no país a propor um aplicativo para táxis, o táxi.rio,que está em fase de testes e que poderá ser importante e inédita solução para os gestores das grandes cidades que enfrentam esse desafio de conciliar os sistemas tradicionais e licenciados — que são importantes para a arrecadação de impostos e vitais para a economia local, com as novas soluções que muitas vezes fascinam os usuários, pela comodidade e preço.

A Justiça deve e vai julgar as desigualdades e arestas que deverão ser eliminadas, mas é importante que a cidade atue — como tem feito — propondo soluções e aliviando o impacto das modernizações que são inevitáveis. O papel das prefeituras é muito limitado nessa área, embora a maioria dos contribuintes e setores envolvidos esperem do setor público alguma sinalização e regulamentação.

Os vários aspectos das regulamentações devem ser levados em conta: conforto dos passageiros, segurança no trânsito, planejamento limitando número de veículos por empresa ou aplicativos. Será possível negociar — como em várias cidades — acesso limitado ou exclusivo a algumas áreas para um determinado sistema. O Rio pode dar ao mundo um bom exemplo de como é possível — com criatividade e em paz — garantir a todos um sistema eficiente e confortável de transporte.

O grande desafio é embarcar seus cidadãos em todas as possibilidades de conforto e qualidade de vida, sabendo respeitar o que temos de melhor, o sorriso estampado no rosto e nossa capacidade de resolver conflitos com inteligência e criatividade. A cidade é maravilhosa não só pelos sua natureza exuberante, mas pela forma de viver entre mar e montanhas, com respeito e civilidade.

Últimas de Opinião