Vinicius Roriz: 20 anos de Linha Amarela

Em seus 17,4 km e seus 59 acessos e saídas transitam motoristas que usam a Linha Amarela como via expressa, mas também na circulação entre 15 bairros. Destes, apenas um terço passa pela praça de pedágio, mas todos usufruem os serviços

Por O Dia

Rio - A Linha Amarela, que está completando 20 anos de operação, foi uma revolução no trânsito do Rio de Janeiro. A execução de desta obra do Plano Policromático, que deu origem também à Linha Vermelha e a outras vias no Rio, causou não só um enorme impacto na mobilidade, mas também em todo o seu entorno.

Pioneira, por ser uma iniciativa conjunta entre entes públicos e privados ainda na década de 1990, a Lamsa investiu forte em grandes desafios de engenharia: cavou túneis de enorme extensão, construiu ponte e viadutos com tecnologia e materiais no estado da arte e desenvolveu toda uma operação para permitir ao usuário mais rapidez, segurança e qualidade em seu deslocamento pela via.

Nestes 20 anos, a cidade se transformou e a Linha Amarela também. Recebemos novos desafios e trechos e, sobretudo, contribuímos para o desenvolvimento da Barra, Recreio e Jacarepaguá, além da região Norte da cidade. A população das zonas Oeste e Norte cresceu em média 17%, e ambas viram surgir shoppings, comércio, empresas e todo tipo de atividade ao redor da via.

Vimos também o tráfego ficar mais intenso. Respondemos com implantação de reversível e ampliações na via e no entorno, buscando aumentar a fluidez e rapidez no deslocamento.

Fomos também protagonistas nos grandes eventos da cidade: Jornada Mundial da Juventude, Copa do Mundo e Olimpíadas, entre outros que usaram a via como peça estratégica de mobilidade, num esforço conjunto de operação com a prefeitura e órgãos públicos.

Temos ainda levado oportunidade e desenvolvimento às 24 comunidades vizinhas à Linha Amarela. Mais de 500 mil pessoas já foram atendidas pela Lamsa em mais de 50 projetos sociais de arte, cultura e geração de renda.

Ao longo deste tempo, houve um enorme aporte de gestão e tecnologia que permitiu à Linha Amarela cumprir sua maior missão: ser o melhor caminho para nosso usuário. Fazemos operação e manutenção de qualidade na via, oferecendo ao usuário serviços de socorro mecânico e médico 24 horas, sinalização eficiente e asfalto de qualidade em todo o trecho. E seguimos com o desafio de inovar e atender cada vez melhor.

Em seus 17,4 km e seus 59 acessos e saídas transitam motoristas que usam a Linha Amarela como via expressa, mas também na circulação entre 15 bairros. Destes, apenas um terço passa pela praça de pedágio, mas todos usufruem os serviços.

Carioca da gema, a Linha Amarela comemora seus 20 anos de existência e deseja seguir prestando serviços de qualidade aos moradores e a todos que escolhem visitar a cidade!

Vinicius Roriz é presidente da Lamsa, concessionária que administra a Linha Amarela

Últimas de Opinião