Relatoria de inquérito que investiga Pedro Paulo está nas mãos de Luiz Fux

Ministro carioca fez sua carreira jurídica no Rio e contou com o apoio de Sérgio Cabral em campanha ao STF

Por O Dia

Rio - O grupo de Eduardo Paes comemorou o resultado do sorteio que deu ao ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, a relatoria do pedido de abertura de inquérito contra Pedro Paulo Teixeira feito pela Procuradoria-Geral da República. O pré-candidato à prefeitura é acusado de agredir a ex-mulher.

Além de ser carioca e de ter feito sua carreira jurídica no Estado do Rio, Fux contou com o apoio do então governador Sérgio Cabral em sua campanha para o STF. Sua indicação para a vaga foi feita por Dilma Rousseff.

Filha

Fux, que pode recusar o pedido de abertura do inquérito, tenta fazer com que a advogada Marianna Fux, sua filha, seja escolhida desembargadora do Tribunal de Justiça. A decisão final caberá a Pezão.

Desculpas

A chefia da campanha de Pedro Paulo decidiu que o caso da agressão será tratado em seu primeiro programa de TV, quando pedirá desculpas à sociedade. Depois, tentará fazer com que o assunto seja esquecido: se apresentará como o único capaz de continuar a obra de Paes.

Bandeira branca

O governo do Rio procura fazer as pazes com o Tribunal de Justiça. Francisco Dornelles, vice-governador, se reuniu com o presidente do TJ, Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho. A juíza Renata Gil, que amanhã toma posse na presidência da Associação dos Magistrados do Rio, se encontrou com secretários de estado. Na terça, Pezão conversará com Carvalho.

Covardia

Muitos motoristas demonstram toda a sua covardia ao não respeitar sinais de pedestres — como se matar alguém não fosse um crime. Pior é que essas mesmas pessoas devem encher a boca para reclamar de políticos ladrões.

O DONO DESTA BMW esportiva deve achar que o fato de ter um carrão lhe dá o direito de parar onde bem entender. Tratou de estacionar o possante, veja só, em área reservada para deficientes no Condomínio Novo Leblon.

Dono de carrão estaciona em área para cadeirantes de condomínioPaulo Cappelli / Agência O Dia

As contas da secretaria

Comandada por Marco Antônio Cabral, a Secretaria Estadual de Esportes e Lazer nega que seja beneficiada por Pezão. Diz que seu orçamento caiu de R$ 72 milhões em 2014 para R$ 54 milhões no ano seguinte — deste total, foram liberados R$ 35 milhões.

Ressalta que conseguiu mais R$ 4,5 milhões no governo federal. A principal fonte de receita, porém, veio de patrocínios, empresas que, em 2015, investiram R$ 76,4 milhões em eventos, bolsas para atletas e construção de quadras. O problema é que o dinheiro acabou abatido de impostos estaduais.

APLAUSO: Carnaval carioca

Apesar de problemas de segurança como os muitos furtos em blocos, o Carnaval carioca reafirmou seu vigor. Escolas, blocos e foliões merecem muitos aplausos. Ano que vem tem mais.

BRONCA: Síndica de conjunto

A síndica do Residencial Guadalupe, condomínio do programa ‘Minha Casa Minha Vida’, foi presa anteontem. Maria Mariano é acusada de cobrar taxas extras para que moradores continuassem por lá.

Picadinho

Com texto e direção de João das Neves, a peça infantil ‘A lenda do vale da lua’pode ser vista hoje, às 16h, no Oi Futuro Flamengo. Ingresso a R$ 15 (inteira).

Balanço da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Rio de mostra que, mesmo na crise, atividades envolvendo artesãos e agricultores familiares registraram alta. A geração de receita direta dos empreendimentos para os artesãos teve, ano passado, aumento de 400% em relação a 2014.


Últimas de Rio De Janeiro