Peças são roubadas de instalação operacional da SuperVia na Zona Norte

Agente que fazia ronda no local chegou a ser ameaçado por dois homens armados, que conseguiram fugir. Circulação dos trens do ramal Deodoro foi afetada

Por O Dia

Rio - Uma instalação operacional da SuperVia, localizada entre as estações Méier e Engenho de Dentro, na Zona Norte do Rio, foi arrombada, por volta das 4h desta quarta-feira. Segundo a concessionária, criminosos levaram três jumpers, que são peças usadas no sistema automático de sinalização, e danificaram um quarto equipamento. Um agente que fazia ronda no local chegou a ser ameaçado por dois homens armados, que conseguiram fugir.

O roubo afetou a circulação de trens, que nesta manhã precisam aguardar ordem para circular entre as estações São Francisco Xavier e Riachuelo e Méier e Piedade, do ramal Deodoro. Os intervalos neste horário de pico também estão irregulares.

De acordo com a SuperVia, técnicos trabalham "intensamente desde o primeiro momento para que o sistema seja restabelecido o mais rapidamente possível". Passageiros são informados sobre o problema por meio do sistema de áudios dos trens e das estações.

A concessionária registrará a ocorrência na delegacia da região. Em nota, afirmou que repudia ações como esta, que afetam a circulação e a viagem de milhares de passageiros. No comunicado, lembrou que, segundo o contrato de concessão, a segurança pública dentro do sistema ferroviário é de responsabilidade do Governo do Estado, que atua nas estações e trens por meio do Grupamento de Policiamento Ferroviário (GPFer).

Ainda segundo a SuperVia, o efetivo é reforçado com a contratação de policiais militares através do Programa Estadual de Integração de Segurança (PROEIS). "Os agentes de controle atuam com o objetivo de orientar e prestar assistência aos passageiros, mas não possuem poder de polícia", ressaltou.

Últimas de Rio De Janeiro