Inea multará empresa por vazamento de chorume em aquífero

De acordo com a Ciclus, acidente ocorreu por causa de corte de energia elétrica e falha nos geradores

Por O Dia

Rio - A empresa Ciclus, responsável pelo vazamento de 50 mil litros de chorume do Centro de Tratamento de Resíduos de Seropédica, na Baixada Fluminense, no último domingo, será multada pelo Instituto Estadual do Ambiente do Rio (Inea). O vazamento ameaça o aquífero Piranema, reserva de água subterrânea localizada logo abaixo do aterro sanitário que pode abastecer a população carioca em caso de necessidade.

Segundo o subsecretário de Ambiente de Seropédica, Luciano Santoro, o vazamento foi contido no mesmo dia pela Secretaria de Ambiente do município. Como mostrou o RJTV, o acidente ocorreu cerca de seis anos após um dos diretores da empresa, Artur Oliveira, ter garantido que o aterro não traria riscos à população. A empresa Ciclus disse que o vazamento ocorreu devido a corte de energia elétrica e falha nos geradores, durante o transporte do chorume.

Últimas de Rio De Janeiro