Polícia prende homem que levaria propina para policiais em São Gonçalo

Agentes investigavam homicídio, mas encontraram homem com R$ 23 mil que seria levado para o 7º BPM

Por O Dia

Rio - Policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) estão investigando uma 'vaquinha' feita pela facção Comando Vermelho (CV) para policiais do 7º BPM (São Gonçalo). Nesta quinta-feira, agentes buscavam informações no local onde ocorreu um homicídio, a Rua Doutor Jurumenha, no Barro Vermelho, em São Gonçalo, quando resolveram abordar um Volkswagen Gol. No carro, encontraram R$ 23.834. O condutor do veículo, identificado como Sandro de Oliveira Vinhas, de 36 anos, foi preso em flagrante.

Material apreendidoDivulgação

Segundo o delegado Marcus Amim, da DHNSGI, o acusado, ao ser questionado sobre a origem da quantia, revelou ter pego o dinheiro no Morro do Martins, em Neves, para pagar propina aos militares do 7º BPM. Sandro ainda contou aos investigadores que na casa dele, no bairro Raul Veiga, também em São Gonçalo, estariam guardadas mais três pistolas, sendo duas calibre 9 mm e uma 45, além de mais dinheiro. Ao chegar no endereço, os agentes apreenderam as armas e encontraram R$ 3.250.

"Ele informou que pegou o dinheiro no Martins, porém pelo valor acreditamos que seja referente às comunidades da facção Comando Vermelho. Apreendemos ainda dentro do carrro bilhetes e cadernos com anotações que confirmavam a versão do acusado. Vamos investigar o destino do dinheiro com análise do material que foi encontrado", afirmou o delegado Marcus Amim, confirmando que no documento não especificava a hierarquia dos militares. Sandro foi autuado por associação ao tráfico de drogas e porte ilegal de arma de uso restrito.

Últimas de Rio De Janeiro