Polícia prende suspeito de atacar base da UPP da Mangueira

Laio Estevão estava escondido em São Gonçalo. Segundo polícia, ele é um dos chefes do tráfico na comunidade

Por O Dia

Rio - A Polícia Civil prendeu, na tarde desta quinta-feira, um homem suspeito de ser um dos responsáveis do ataque à base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Mangueira em maio de 2015. Laio Estevão da Silva, de 28 anos, responderá pelos crimes de tentativa de homicídio, tráfico de drogas e roubo após saque em instituição financeira, resistência e dano em viatura oficial. Ele foi encaminhado para a 20ª DP (Vila Isabel).

O suspeito foi encontrado em Tribobó, em São Gonçalo, onde estava escondido na casa da namorada. De acordo com os agentes, ele alegou que estava se recuperando de zika. A polícia informou ainda que Laio estava desarmado e não ofereceu resistência no momento da prisão.

Segundo a Polícia Civil, ele é o segundo homem na hierarquia do comando do tráfico de drogas no Morro da Mangueira e exercia funções de gerente geral, além de ser o responsável por preparar a fabricação das drogas. Laio é irmão do traficante Eduardo da Silva Barbosa, conhecido como Bamba, e é o atual chefe do esquema na Mangueira.

Últimas de Rio De Janeiro