Morte de jovem com suspeita de Guillain-Barré é investigada

Secretaria Municipal de Saúde disse que diagnóstico não foi fechado e não dá para confirmar se Sueli Maria tinha síndrome

Por O Dia

Rio - A Secretaria Municipal de Saúde informou, nesta sexta-feira, que a morte de uma jovem com suspeita de Síndrome de Guillain-Barré é investigada. Sueli Maria da Silva, de 22 anos, deu entrada no Hospital Salgado Filho, no Méier, na quarta-feira, e morreu horas depois, já na quinta-feira. 

A secretaria não confirmou que a jovem tinha a síndrome, já que diagnóstico que pode identificar qualquer ligação com a doença ainda não foi fechado. Apesar da informação de que a vítima teria morrido horas depois de chegar ao hospital, uma funcionária do hospital que não quis se identificar disse que Sueli chegou na unidade há cerca de uma semana já com a suspeita de Guillain-Barré. Ainda segundo ela, a mãe fazia pouco caso da situação da filha. Na manhã desta sexta-feira, a avó da jovem esteve no hospital para liberar o corpo da neta.

Jovem com suspeita de Guillain-Barré morreu no Hospital Salgado Filho%2C no MéierCarolina Moura / Agência O Dia

LEIA TAMBÉM: Hospital desmente surto da síndrome Guillain-Barré por causa de zika

A Síndrome de Guillain-Barré é uma doença neurológica que provoca reação a agentes infecciosos, como vírus e bactérias, e tem como sintoma a fraqueza e a paralisia dos músculos, podendo provocar a incapacidade total dos braços e pernas. Quando a doença ocorre nos músculos respiratórios, devido a dificuldade para respirar, a síndrome pode levar à morte, se não forem adotadas medidas de suporte respiratório.

Reportagem da estagiária Carolina Moura

Últimas de Rio De Janeiro