Secretaria divulga balanço com milhares de afetados com a chuva de segunda

Foram confirmadas duas mortes, uma em Silva Jardim e uma em Saquarema. Confira balanço

Por O Dia

Rio - Um novo balanço com a situação das cidades que foram atingidos pelas chuvas da última segunda-feira foi divulgado na manhã desta sexta-feira. De acordo com a Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, foram confirmadas duas mortes, uma em Silva Jardim e uma em Saquarema.

LEIA MAIS: Vítimas de chuvas vão pagar prestação do Minha Casa Minha Vida em abril

Confira o balanço: 
Araruama: 23 pessoas desabrigadas;
Itaboraí: as famílias já retornaram a suas residências;
São Gonçalo: 278 pessoas, que estão em duas escolas municipais;
Maricá: 500 pessoas desabrigadas e mais de 2 mil famílias desalojadas;
Tanguá: as famílias já retornaram a suas residências;
Saquarema: 887 pessoas desabrigadas;
Silva Jardim: um óbito confirmado. 345 pessoas desabrigadas;
Cachoeiras de Macacu: 2 mil pessoas desalojadas e 200 pessoas desabrigadas, que estão em dois abrigos;
Iguaba Grande: as famílias já retornaram a suas residências;
Rio Bonito: cinco famílias desalojadas.

A secretaria já enviou mais de 1 mil colchonetes, 700 kits de cama e mesa, 1237 cobertores e 300 kits de limpeza, além de travesseiros, lençóis, toalhas, vassouras, baldes e rodos. Os municípios que já receberam o material foram Araruama, Saquarema, Maricá, Silva Jardim e Cachoeira de Macacu.

A iniciativa é realizada em parceria com a Defesa Civil, responsável pelo transporte e entrega dos donativos, no entanto, de acordo com voluntários, em Papucaia, distrito de Cachoeiras de Macacu, as equipes estão enfrentando dificuldades para chegar aos locais mais afetados pelas chuvas. "Nós estamos precisando com urgência de carros 4x4 para irmos a lugares que não estão tendo acesso", disse uma moradora.

A Prefeitura de cachoeiras de Macacu,  de acordo com voluntários, não está atendendo aos apelos dos desalojados e ou desabrigados. Nesta manhã e início da tarde, a chuva continuava a cair, sem previsão de melhoria do tempo.

Últimas de Rio De Janeiro