'Meu coração está dilacerado', desabafa mãe de estudante baleado e morto

Estudante da IFRJ foi atingido por tiro em Anchieta. Circunstâncias do crime ainda não foram esclarecidas

Por O Dia

Arthur morreu vítima de um tiro em Anchieta%2C na Zona NoryeReprodução Facebook

Rio - "Meu coração está dilacerado, mas minha alma confortada no Senhor." Jorailza Barros postou este desabafo em rede social, ainda na madrugada desta quinta-feira, com a dor de quem perdeu o filho, Arthur Joseph de Barros Marques, de apenas 19 anos, vitimado com um tiro na Estrada Marechal Alencastro, em Anchieta, na noite de quarta-feira. O jovem teria sido vítima de bala perdida, mas a polícia ainda não deu detalhes do caso.

Arthur estaria voltando de moto da Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ) quando foi atingido pelo tiro. O estudante universitário, religioso e querido pela família, tirou há exato um ano a carteira de habilitação, conquista muito comemorada. 

Ele chegou a ser levado para a (Unidade de Pronto-Atendimento) UPA de Ricardo de Albuquerque, mas não resistiu e morreu em seguida. As circunstâncias do crime ainda são desconhecidas. Segundo o 20º BPM (Mesquita), os policiais foram acionados para uma ocorrência na Estrada Marechal Alencastro, em Anchieta, quando encontraram o jovem ferido no chão.

Entretanto, um relato que chegou através do WhapsApp do DIA (98762-8248) dá conta de que houve uma perseguição entre PMs e bandidos que faziam um arrastão em Nilópolis e, em Anchieta, Arthur teria sido atingido por bala perdida. A corporação não confirmou esta informação.

A família do estudante esteve durante toda a manhã no Instituto Médico Legal (IML) do Centro do Rio, mas não quis falar com a imprensa. De acordo com o delegado de polícia Daniel Rosa, assistente da Delegacia de Homicídios da Capital (DH), as investigações estão em andamento para apurar as circunstâncias da morte de Arthur. Segundo a Polícia Civil, a perícia já foi realizada no local e imagens de câmeras de segurança estão sendo solicitadas. Testemunhas estão prestando depoimento na unidade.

Últimas de Rio De Janeiro