Diretor administrativo do Hospital Geral de Nova Iguaçu é enterrado

Fernando de Oliveira Magalhães foi atingido por pelo menos 14 tiros. Jovem morto em Anchieta também foi enterrado

Por O Dia

Rio - O diretor administrativo do Hospital Geral de Nova Iguaçu (Posse), Fernando de Oliveira Magalhães, de 52 anos, foi enterrado na tarde desta sexta-feira, no Cemitério de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Ele foi assassinado com pelo menos 14 tiros nesta quinta-feira, no bairro K11.

Na ocasião do crime, o diretor estava saindo de um centro espírita e, no momento em que entraria no carro, foi atingido pelos disparos. Os agentes da Delegacia de Homicídios (DH) já fizeram perícia no local e investigam o que motivou o crime. Fernando era casado com a médica Valéria Magalhães e tinha quatro filhos.

Fernando de Oliveira Magalhães foi morto no bairro K11%2C em Nova IguaçuReprodução Facebook

Jovem morto em Anchieta é enterrado

Arthur morreu vítima de um tiro em Anchieta%2C na Zona NoryeReprodução Facebook

O corpo de Arthur Josef de Barros Marques, de 19 anos, foi enterrado na manhã desta sexta-feira, no Cemitério do Caju, na Zona Portuária do Rio.

Aluno de física do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ), o jovem estava voltando de moto para casa quando foi baleado em uma troca de tiros na Avenida Marechal Alencastro, em Anchieta, na Zona Norte.

Segundo o 41º BPM (Irajá), os bandidos foram surpreendidos pelos policiais depois de fazerem diversos assaltos entre Nilópolis e Anchieta.

Arthur chegou a ser levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ricardo de Albuquerque, na Zona Norte, mas não resistiu. A DH ainda está investigando o caso.


Últimas de Rio De Janeiro