'Brincadeira de mau gosto', diz Paes sobre ofensas a Maricá em ligação com Lula

Ele disse que ao tentar ser solidário com o ex-presidente, acabou fazendo 'brincadeira'. "Não acho isso de Maricá"

Por O Dia

Rio - O prefeito do Rio, Eduardo Paes, se retratou das declarações feitas durante uma escuta telefônica em que presta solidariedade ao ex-presidente Lula, que estava sendo grampeado com autorização da Justiça. Entretanto, na ligação ele acaba chamando Maricá de "uma merda de lugar".

LEIA MAIS

Paes lamenta vazamento de conversa no telefone com Lula

Filha de Lula sobre Maricá, cidade que escolheu para morar: 'Paz e respeito'

"Eu não acho isso de Maricá e nem de lugar nenhum. Foi uma brincadeira de mau gosto", falou Paes, que disse que ligado para pedir desculpas para o prefeito de Maricá, Washington Quaquá, e a toda a população da cidade.

"Meu erro foi uma tentativa de fazer uma brincadeira de enorme mau gosto e criar constrangimento. Me arrependo, me envergonho, peço desculpas." Na escuta, ele também diz que as cidades de São Pedro da Aldeia e Araruama não são o mesmo que Angra dos Reis e Búzios.

Prefeito Eduardo Paes durante coletiva de imprensa%2C nesta quinta-feira%2C na sede administrativa da Prefeitura%2C na Cidade Nova%2C Centro do RioLevy Ribeiro / Agência O Dia

Sobre a investigação com Lula, Paes se esquivou. "Em relação as questões que enfrentam o presidente Lula ou qualquer pessoa que me relaciono na política ou na vida privada, compete a essa pessoa responder. Eu trato daquilo que diz respeito a minha administração", contou.

"Eu estou sendo gentil (na gravação). Nas afirmações que faço é na tentativa de solidariedade. É uma pessoa com ene afinidades, que foi correta com a prefeitura do Rio, que ajudou muito a minha administração e é uma ligação de gentileza", encerrou.

Últimas de Rio De Janeiro