Procissão abre celebração da Páscoa

Tradicionais Autos da Paixão de Cristo serão encenados na Rocinha e na Lapa

Por O Dia

Rio - Hoje é dia de jejum e abstinência para os católicos que deixam de comer carne, símbolo do Corpo de Cristo, como forma de penitência. Sexta-Feira Santa é o único dia da Semana Santa em que não haverá missa no Rio. Para os devotos, a grande expectativa é a procissão do Senhor Morto, que sairá da Catedral Metropolitana, às 18h30, e percorrerá algumas ruas do Centro do Rio.

Na procissão, presidida pelo arcebispo Cardeal Orani João Tempesta, será levada a relíquia do Santo Lenho — um fragmento da Cruz de Cristo — e as imagens do Senhor Morto e de Nossa Senhora das Dores. A procissão segue até os Arcos da Lapa, onde será encenado, pelo 37º ano consecutivo, o ‘Auto da Paixão de Cristo’, às 19h. Como nos anos anteriores, a Via Crúcis será celebrada também na favela da Rocinha.

Pelo 37º ano seguido%2C fiéis vão se emocionar com o Auto da Paixão de Cristo que será encenado nos ArcosDivulgação

Mais cedo, às 15h, os fiéis poderão acompanhar a cerimônia da Paixão do Senhor na Catedral. Na Rocinha, a encenação da Via Sacra começa, às 20h. Este ano o tema será o assassinato de jovens pardos e negros na favela, ao som das músicas ‘Meu Guri’ e ‘Apesar de você’ de Chico Buarque.

Para o diretor da peça há 24 anos, Aurélio Mesquita, o auto na favela da Zona Sul vai acontecer ‘na raça’ pois não houve patrocínio. “É como se um caminhão carregado de arte tivesse passado por cima de mim”, disse Aurélio sobre sua expectativa em cima da peça este ano.

A programação começou no último Domingo de Ramos. Amanhã, Sábado Santo, acontecerá às 20h a Vigília Pascal, que simboliza a ressurreição de Jesus Cristo. No Domingo de Páscoa, os fiéis poderão contemplar antes do almoço em família, a Missa da Páscoa do Senhor, às 10h. Ao meio-dia, uma peregrinação sairá da Catedral para ajudar pessoas em situação de rua. Segundo o meteorolista Maicon Veber, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), haverá nuvens com possibilidade de chuva forte durante todo o feriadão.

Reportagem da estagiária Carolina Moura

Últimas de Rio De Janeiro