Construtora do Minha Casa Minha Vida pede desocupação à Justiça

MRV acusa vítimas de chuvas em São Gonçalo de invadir conjuntos

Por O Dia

Rio - A MRV Engenharia, responsável pelos condomínios do Minha Casa Minha Vida, invadidos na semana passada em São Gonçalo após o temporal, entrará na Justiça pedindo a reintegração de posse dos conjuntos habitacionais. Segundo a construtora, os 998 apartamentos do Residencial Parque das Arararas e do Residencial Parque dos Bem-Te-Vis, ambos no Bairro Jockey, estão ocupados irregularmente por famílias.

A Caixa Econômica Federal informou que os empreendimentos estavam em fase de finalização, aguardando a liberação da documentação necessária para a entrega aos beneficiários. A Caixa informou que busca “sempre preservar o direito dos reais beneficiários, devidamente selecionados pelo município, de acordo com a regras do Programa Minha Casa Minha Vida”.

A Prefeitura de São Gonçalo informou que registrou 700 pessoas desalojadas, mas não há casos de desabrigados. As vítimas da enchente foram abrigadas pelas secretarias de Desenvolvimento Social e Educação, nos bairros Palmeiras e Jardim Catarina, além de igrejas. Ontem, apenas 48 pessoas ainda estavam alojadas. Um mutirão de limpeza tomou conta ontem das ruas da cidade.

Últimas de Rio De Janeiro