Terminam as investigações das mortes dos membros de uma família em São Gonçalo

Caso em que pessoas foram vítimas de eletropressão (morte causada por descarga elétrica) ocorreu em janeiro deste ano

Por O Dia

Rio - As investigações da morte de quatro pessoas de uma mesma família, vítimas de eletropressão (morte causada por descarga elétrica), em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, já foram concluídas. A informação foi divulgada pela Polícia Civil nesta terça-feira. Agora, o inquérito será encaminhado pela delegada titular da 73ª DP (Neves), Carla Tavares, à Justiça.

No dia 3 de janeiro, um fio de alta tensão se rompeu, atingindo um carro na Rua Marechal Floriano, no bairro Neves. Cinco pessoas estavam dentro do veículo. Quatro delas, Adão Orlando Silva Moraes, de 87 anos, Raphael Sergio Alcântara Oliveira, 35, Lucas Alcântara de Oliveira, 13, e um bebê de 9 meses, não resistiram e morreram.

Duas semanas antes, a rede elétrica havia sido consertada. Moradores do local contaram ao DIA que na manutenção feita pela concessionária Ampla, um poste novo foi colocado, no entanto, os cabos, aparentemente, eram antigos e haviam pontos de ferrugem. Inclusive na fiação que atingiu as vítimas.

LEIA MAIS:

Quatro pessoas da mesma família morrem eletrocutadas em São Gonçalo

Moradora de local onde família morreu eletrocutada fala que fios tinham remendos

Técnico que prestava serviço para a Light é eletrocutado na Tijuca

Mãe e filho morrem eletrocutados em Rio Bonito

Após mortes por descarga elétrica, bombeiros orientam sobre fios de alta-tensão


Últimas de Rio De Janeiro