Pezão recebe alta de hospital

Governador estava internado desde o dia 12 e na sexta-feira iniciou tratamento contra um câncer de linfoma

Por O Dia

Rio - O governador Luiz Fernando Pezão recebeu alta, na manhã desta quinta-feira, do Hospital Pró-Cardíaco, na Zona Sul do Rio. Ele estava internado desde o último dia 12 e, há uma semana, recebeu o diagnóstico de câncer de linfoma não-Hodgkin, quando iniciou o tratamento.

Governador deixa hospital ao lado da esposaSeverino Silva / Agência O Dia

"Estou muito bem. Queria agradecer aos médicos, aos enfermeiros, a todos os auxiliares de enfermagem, à minha familia. Foram 19 dias muito difíceis, mas a gente vê o quanto que é importante cuidar da saúde, estar perto da família e continuar com o tratamento. É um tratamento longo, não é fácil, mas estou aí com muita força e muita determinação para enfrentar", disse na saída do hospital.

Antes de deixar o hospital, Pezão homenageou a mãe, que faz 84 anos hoje, dia da sua alta hospitalar, e agradeceu a todos pelo apoio recebido.

"Mãe, a senhora me dá muita sorte! Seu filho Luiz Fernando acabou de saber que vai receber alta. Justo hoje: dia do seu aniversário!!! Deus abençoe os seus 84 anos de muita força e sabedoria, Dona Ecy. Hoje também é aniversário da minha nora Amanda, que está esperando o meu primeiro neto. Sou um cara realmente muito sortudo! Vou comemorar o fim dessa etapa com muito amor e carinho da minha família. Agora é seguir firme e com muita fé no tratamento!!! Aproveito para agradecer aqui, publicamente, a cada um dos auxiliares, enfermeiros e médicos que cuidaram de mim nesses 20 dias. Minha eterna gratidão a todos!", escreveu em sua página no Facebook.

A alta hospitalar do governador foi adiada duas vezes — terça-feira, dia do seu aniversário de 61 anos, e ontem. Nesta quarta-feira, o oncologista que trata de Pezão explicou que se tratava apenas uma medida para o controle glicêmico, pois ele estava tomando insulina intravenosa por conta das alterações de glicose, o que é normal por conta do uso dos medicamentos do tratamento quimioterápico.

"Isso se deve simplesmente pela necessidade de controle nestes períodos. Ele teve algumas alterações de glicose no sangue, o que é comum por conta das medicações. A insulina, usada para controlar, foi suspensa hoje e vamos acompanhar ao longo do dia. A gente acredita que seja para amanhã a alta e ele continue tomando os medicamentos por via oral em casa", disse, ressaltando que o governador estava em ótimo estado. 

LEIA MAIS

Alta hospitalar de Pezão é adiada

Pezão reage bem à primeira sessão de quimioterapia: 'Estou confiante'

Pezão é diagnosticado com câncer

Últimas de Rio De Janeiro