Pedreiro que sequestrou e matou menina tem prisão temporária decretada

Juíza destacou que vizinho ganhou confiança da família e disse:'Como um ser humano é capaz de tamanha crueldade?'

Por O Dia

Rio - O pedreiro Alfredo dos Santos de Oliveira, de 53 anos, teve a prisão temporária decretada nesta segunda-feira, por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver pelo assassinato da menina Ana Carolina Flor dos Santos, de 6 anos, divulgou nesta terça-feira a assessoria do Tribunal de Justiça do Rio. “Como um ser humano é capaz de tamanha crueldade?”, indagou a juíza Maria Izabel Pena Pieranti na decisão.

“Alfredo era conhecido dos familiares da menor e, valendo-se dos laços de amizade com os parentes da criança, não teve dificuldade em cativá-la e sair com a mesma, de mãos dadas, consumando o sequestro e, posteriormente, provocando a sua morte e escondendo o seu corpo”, afirmou o TJ em nota. 

O corpo da pequena Ana Carolina foi encontrado em uma fossa na Av. Pastor Martin Luther KingDivulgação / Polícia Civil

A magistrada destacou que a medida foi determinada pela situação de perigo "por se tratar de um usuário de cocaína e de bebida alcoólica, tendo demonstrado temperamento desvirtuado ao abordar, sequestrar e causar a morte de criança tão pequena”. 

Saiba: Pedreiro confessa crime e corpo de Ana Carolina é encontrado

Alfredo foi preso na última quinta quando ainda não se sabia sobre a morte da menina. Ele é vizinho da família da criança. O corpo de Ana Carolina só foi encontrado, em um buraco na Avenida Pastor Martin Luther King, em Vicente de Carvalho, na última sexta-feira.

Ana Carolina desapareceu no dia 26 de fevereiro quando brincava com outras crianças, próximo à casa da avó, na Comunidade do Terço, em Vaz Lobo, Zona Norte do Rio. O corpo da menina foi enterrado na tarde do último domingo no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, Zona Portuária. A mãe de Ana Carolina deu à luz recentemente e não conseguiu comparecer ao sepultamento da filha. 

Últimas de Rio De Janeiro