Linha 4: Estado é autorizado a pedir empréstimo ao BNDES de R$ 900 mi

Valor irá complementar recursos e permitir que nova linha esteja pronta a tempo dos Jogos Olímpicos de 2016

Por O Dia

Rio - Deputados estaduais aprovaram, em discussão única na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), na tarde desta quarta-feira, um projeto de lei que autoriza o governo estadual a solicitar um financiamento de até R$ 989,2 milhões ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com a garantia da União, para as obras da Linha 4 do metrô.

O valor será destinado para complementar recursos para as obras que vão da estação Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade, à estação General Osório, em Ipanema, na Zona Sul, para que a nova linha esteja pronta a tempo dos Jogos Olímpicos de 2016.

Uma das emendas incluídas em texto estipula prazo de 30 dias após a assinatura do financiamento para que o Governo envie à Alerj um relatório detalhado com todas as despesas relativas à obraJoão Laet / Agência O Dia

Segundo a assessoria de imprensa da Alerj, o texto do projeto aprovado inclui emendas parlamentares que buscam dar mais transparência ao empréstimo. Uma delas dá prazo de até 30 dias após a assinatura do financiamento para que o Governo envie à assembleia legislativa relatório detalhado com todas as despesas relativas à obra.

SAIBA MAIS:

Votação de empréstimo de quase R$ 1 bilhão para Linha 4 do metrô é adiada

Projeto libera financiamento para obra da Linha 4 do metrô

Para Jorge Picciani (PMDB), deputado estadual e presidente da Alerj, as emendas garantem a transparência necessária no uso dos recursos. "Melhoramos o projeto, fazendo com que mais informações sejam enviadas à Alerj e garantindo que o valor seja usado exclusivamente no Metrô", afirmou.

Ex-secretário de Estado de Transportes, o deputado Carlos Osório (PSDB) defendeu o financiamento para que a obra não fosse paralisada, colocando em risco cerca de 9 mil empregos diretos. "Isso seria um erro gravíssimo neste momento de crise. Agora temos a garantia absoluta de que a obra vai ser concluída, beneficiando 300 mil passageiros por dia", afirmou.

O projeto será enviado para sanção do governador em exercício, Francisco Dornelles.


Últimas de Rio De Janeiro