Polícia prende dois homens suspeitos de integrarem milícia em Guaratiba

Delegacia de Homicídios procurava Gláucio Ramos Menezes pela morte de um militar da Marinha, em dezembro de 2015

Por O Dia

Rio - Policiais civis da Delegacia de Homicídios (DH/Capital) prenderam, na tarde desta quarta-feira, dois homens suspeitos de integrarem uma milícia que atua em Guaratiba, na Zona Oeste da cidade. Os agentes procuravam Gláucio Ramos Menezes, apontado como um dos matadores de um militar da Marinha, em dezembro do ano passado. 

Coordenados pelo delegado Fábio Salavadoretti, os agentes prenderam em flagrante Bruno Henrique Bacellar, conhecido como "Chuchu", de 32 anos, e Francisco Adriano Tomas, conhecido como "Pará", de 30 anos. Eles estavam com um revólver calibre 38 e uma pistola 9mm, ambas as armas com numeração raspada, e um veículo Renault Logan que constava como roubado.

LEIA MAIS: Acusado de integrar milícia se exibe cheio de dinheiro

Os policiais realizavam diligência em Guaratiba para localizar Gláucio Ramos Menezes, que é apontado como um dos autores do homicídio do militar da Marinha Bruno Luiz Crispim Santos, no dia 27 de dezembro do ano passado, quando avistaram os dois em atitude suspeita. Glauco não foi encontrado.

Bruno e Francisco vão responder pelos crimes de porte ilegal de armas de fogo de uso restrito e receptação de veículo roubado. Informações sobre Gláucio podem ser passadas através do 2333-6393 ou através do Disque Denúncia 2253-1177.

Últimas de Rio De Janeiro