Ministério Público denuncia homem que matou policial civil em Campo Grande

Acusado manteve relações íntimas por oito anos com a vítima

Por O Dia

Rio - O Ministério Público denunciou à Justiça, nesta sexta-feira, Maycon Aiala de Almeida pelo assassinato de um policial civil, com quem manteve relações íntimas por oito anos. A denúncia foi encaminhada à 2ª Vara Criminal da Capital. Também foi pedida a prisão preventiva do acusado.

O crime ocorreu na madrugada de 20 de dezembro de 2015, na casa do policial, em Campo Grande. De acordo com a ação penal, o crime foi praticado enquanto a vítima dormia. Maycon disparou um tiro na nuca do policial, depois de tê-lo dopado com grande quantidade de ansiolítico.

Ainda segundo a denúncia, o acusado furtou uma pistola, R$ 2 mil, dois tablets e uma TV de 55 polegadas que pertenciam ao policial civil. Além disso, alterou a cena do crime para simular um latrocínio (roubo seguido de morte), com o objetivo de dificultar as investigações.

Maycon vai responder por homicídio e furto qualificados e fraude processual. A denúncia foi oferecida pela 20ª Promotoria de Justiça da 1ª Central de Inquéritos da Capital.

Últimas de Rio De Janeiro