Corpo de aposentado encontrado morto é enterrado em Niterói

João Bosco Neves de Oliveira, 83 anos, foi sequestrado em Niterói no início do mês. Seu corpo foi achado nesta semana

Por O Dia

Rio - Neste domingo o sol se pôs na cidade sorriso sob as lágrimas da família Castro Neves. Eram cerca de 200 pessoas, entre parentes e amigos, que, ainda muito abalados, puderam, finalmente, enterrar o corpo do aposentado João Bosco Neves de Oliveira, 83, desaparecido desde o dia 2 de abril, em Niterói. Mesmo indignada, a família deixou claro que não há qualquer sentimento de ódio ou vingança quanto aos responsáveis pelo crime. "Fomos criados pelo meu pai com muito amor, ter a palavra ódio em mente não vai mudar nada", disse Letícia Neves, umas das filhas de João Bosco.

Enterro de João Bosco%2C em NiteróiDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

Viúva do aposentado, Dona Neusa Castro preferiu não comentar o caso e manteve-se ao lado dos filhos, na capela um do Cemitério Parque da Colina, em Pendotiba. E por volta das 16h30, seguiram para ao sepultamento. O corpo não pode ser velado, pois foi encontrado pela polícia em estado de decomposição.

Filha mais velha de João Bosco, Letícia disse que deseja que a sociedade enxergue que há um sentido muito maior por trás dessa tragédia. "Claro que estou morrendo de saudades do meu pai, mas hora nenhuma durante todo esse tempo passou pela minha cabeça qualquer sentimento de ódio ou vingança", disse.

LEIA MAIS:

IML tem dificuldades para reconhecer corpo de aposentado morto em Niterói

Corpo de aposentado morto em Niterói será enterrado neste sábado

Corpo de idoso é encontrado dentro de parque em Niterói

Niterói: Suspeito de sumir com idoso é achado morto após ter foto divulgada

Letícia desejou misericórdia a assassinos de seu paiDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

Ela também fez questão de agradecer o empenho das polícias Civil e Militar na busca de seu pai. "Os policiais foram incansáveis na solução do desaparecimento. Estava frequentemente na delegacia e pude acompanhar de perto o empenho", pontuou.

Neto de João Bosco, Felipe Teixeira compartilhou sua indignação no Facebook diante da descoberta da morte de seu avô. "Eu não tenho ódio de bandido, eu tenho algo pior que ódio, eu tenho pena. E a pena só é pior que o ódio pois somente é capaz de ter pena aquele que não está sofrendo daquele mesmo mal. Graças a ele eu sempre fui incentivado a carregar livros na minha mochila, e não drogas, graças a ele eu sempre tive uma família que me amava e um exemplo de bondade”.

Segundo a PM, dois dos quatro suspeitos pelo crime já foram presos e os outros dois foram encontrados mortos no porta malas de um carro.

Enterro de aposentado morto em Niterói. Na foto%2C a filha Marisa Castro Neves (loira de óculos escuros) e familiares de João BoscoDaniel Castelo Branco / Agência O Dia
João Bosco com uma de suas filhasReprodução Internet


Últimas de Rio De Janeiro