Alerj vai repassar R$ 15 milhões a órgãos estaduais

Após paralisar serviços de coleta, Hemorio receberá R$ 2 milhões. Já a PM ganhará R$ 4 milhões da Casa

Por O Dia

Rio - A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, nesta terça-feira, um socorro financeiro no valor de R$ 15 milhões para diferentes áreas do estado, como o Instituto Estadual de Hematologia (Hemorio) — que chegou a paralisar os serviços de coleta de sangue por falta de insumos —, que ganhará R$ 2 milhões, e a Polícia Militar, que receberá R$ 4 milhões. O dinheiro sairá do orçamento da Casa, que, desde o início do ano passado, tem cortado despesas.

Já a Fundação da Infância e Adolescência (FIA) e o Programa Rio Sem Homofobia, ligados à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, vão receber, cada um, R$ 2 milhões. No ano passado, essa pasta só teve liberados R$ 2 milhões de um total de R$ 14 milhões previstos no seu orçamento.

Para a Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje), a Alerj destinou R$ 2 milhões para realizar os Jogos Estudantis Estaduais que mobilizam, todos os anos, mais de mil escolas de todos os 92 municípios. Além disso, a Casa decidiu doar R$ 2 milhões para o Programa de Prevenção à Dependência Química, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Prevenção à Dependência Química (Sepredeq).

A Polícia Militar também está na lista. A Alerj vai dar R$ 4 milhões à PM. A verba vai custear a alimentação de alunos e professores do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças da PMERJ (CFAP), que teve sua carga horária reduzida em 50% devido à redução na alimentação, o que poderia atrasar a formação de novos policiais - efetivo necessário para atuar nos Jogos Olímpicos.

O valor vai ajudar no cumprimento de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre Governo do Estado e MP, em que o Executivo se comprometeu a melhorar as condições de trabalho dos policiais.


Últimas de Rio De Janeiro