Polícia prende suspeito de estelionato que tinha fugido para os Estados Unidos

Na época, Rafael Miranda Caram saiu do país com pelo menos R$ 20 milhões após aplicar golpe que envolveu 50 vítimas

Por O Dia

Rio - Em operação em conjunto com a polícia do Consulado Americano, os agentes da Polícia Civil prenderam, na última quinta-feira, um suspeito de estelionato que havia fugido para os Estados Unidos. De acordo com os policiais, na época, Rafael Miranda Caram foi para Orlando com pelo menos R$ 20 milhões após aplicar o golpe que envolveu 50 vítimas, no Rio de Janeiro.

Investigação, que ocorre desde o ano passado, levou à expedição pela 36ª Vara Criminal de mandado de prisão contra Rafael pelos crimes de estelionato e associação criminosa. Segundo a polícia, ele é suspeito ainda de usar sua rede de amigos para atrair dinheiro para supostos fundos de investimentos. A polícia contou ainda que, no início, o homem depositava o lucro para os investidores, mas, quando o negócio cresceu muito, ele deixou de pagar e foi morar nos Estados Unidos.

De acordo com os agentes, a prisão por permanência ilegal em território norte-americano foi possível porque Rafael Caram casou-se naquele país enquanto ainda era casado no Brasil. Tal fato levou à abertura de investigação e ao pedido de anulação do casamento, o que fez com que seu processo de migração e sua autorização para permanecer no país fossem cancelados. A partir desse momento, ele tinha que sair do país imediatamente, mas ele permaneceu e ficou com status de ilegal.

Últimas de Rio De Janeiro