Protesto fecha principal acesso à Mangueira após morte em tiroteio

Manifestantes bloqueiam Avenida Visconde de Niterói após operação da PM terminar com um suspeito morto

Por O Dia

Rio - Após uma intensa troca de tiros, no Complexo do Lins, fechar a Grajaú-Jacarepaguá, nos dois sentido, por mais de uma hora, na manhã desta segunda-feira, um protesto bloqueou a Rua Visconde de Niterói, no acesso ao Morro da Mangueira, Zona Norte da cidade, no início desta tarde. O ato, segundo o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) local, foi realizado por um grupo de moradores, depois que um homem morreu em decorrência de um tiroteio na comunidade. Ainda não há informações sobre a identificação da vítima.

Ainda de acordo com o comando da UPP, policiais da unidade entraram em confronto com criminosos em uma localidade conhecida como Três Tombos. Os agentes foram ao local checar uma denúncia de venda de drogas e confirmaram a informação. Durante a troca de tiros, o homem ficou ferido. Ele foi encaminhado ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Uma pistola calibre 9mm e uma quantidade de drogas ainda não divulgada foram apreendidas na ação.

Após a morte do homem, um grupo de moradores ateou fogo em objetos na Rua Visconde de Niterói. De acordo com o Centro de Operações da Prefeitura, a via foi bloqueada por cerca de 20 minutos, na altura do antigo prédio do IBGE. O tráfego foi desviado neste período. Depois do incidente, foi reforçado o policiamento na favela, com auxílio de outras UPPs da região. O caso foi registrado na 17ª DP (São Cristóvão).

Mais cedo, um policial militar e um homem ficaram feridos em uma troca de tiros ocorrida no Complexo do Lins. Segundo relatos, uma terceira pessoa teria ficado ferida, no entanto, a informação ainda não foi confirmada pela Coordenadoria de Polícia Pacificadora.

LEIA: Operação policial interdita a Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá nesta segunda

Últimas de Rio De Janeiro