Antônio Pedro não é indiciado por ciclovia

Na verdade, secretário de Turismo do município é investigado por improbidade administrativa na contratação de empresas para a construção da ciclovia Tim Maia

Por O Dia

Rio - O secretário de Turismo do município, Antônio Pedro Figueira, está sendo investigado pelo Ministério Público e não indiciado como foi publicado na edição de ontem do DIA. A investigação é por improbidade administrativa na contratação de empresas para a construção da ciclovia Tim Maia, que teve trecho desabado no dia 21. 

Outras seis pessoas também são investigadas. O secretário afirmou que “está à disposição do MP e tem total interesse que fique comprovado que não tem nem nunca teve qualquer relação com a empresa além do parentesco.”

Uma semana após a tragédia na Avenida Niemeyer, que matou duas pessoas, a Polícia Civil busca os responsáveis por falhas no projeto e na execução da via. Ontem dois engenheiros da Geo-Rio prestaram depoimento na 15ª DP (Gávea). Eles foram responsáveis por vistorias na construção da via. Na quarta-feira, um geólogo do órgão disse, em depoimento, que a inspeção concluiu que a ciclovia tinha condições de ser inaugurada em janeiro.

Uma segunda vistoria feita pelo Ministério Público na ciclovia, no dia seguinte ao desabamento, detectou rachaduras em um dos pilares de sustentação, conforme O DIA noticiou, ontem, com exclusividade. O órgão investiga a qualidade do material empregado na obra.

Últimas de Rio De Janeiro