Ministério abre concurso para premiar as melhores ideias no combate ao Aedes

Inscrições vão até o dia 3 de maio e vencedores irão expor suas experiências em Brasília

Por O Dia

Rio - O Brasil vem travando uma verdadeira batalha contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya, e do vírus Zika e responsável pelos recentes casos de microcefalia. Grande parte dos brasileiros vem tomando consciência e se empenhando para a eliminação do inseto e o Ministério da Saúde pretende juntar as ações envolvendo população, profissionais e gestores de saúde no trabalho de prevenção, premiando as melhores iniciativas desenvolvidas.

Governo Federal realiza série de campanhas para envolver toda a população brasileira no combate ao Aedes aegyptiAgência Brasil

As inscrições serão feitas através do portal da Comunidade de Práticas (CdP), rede social criada em 2012, com o principal objetivo de que seus membros troquem experiências e informações sobre saúde. Segundo o Ministério da Saúde, a premiação é aberta a estudantes, trabalhadores, docentes, gestores e usuários do SUS de todo o país. Pessoas que são ligadas a instituições e sociedade civil que desenvolvem experiências relacionadas ao combate ao aedes também podem participar.

“O governo federal e seus diversos parceiros têm apresentado esforços para envolver toda a população brasileira no combate ao Aedes aegypti. Queremos valorizar as iniciativas de profissionais de saúde, servidores públicos e sociedade civil desenvolvidas em todo o território nacional”, explica o diretor de Gestão da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Alexandre Medeiros.

Seguindo os eixos de trabalho estabelecidos pelo Plano Nacional de Enfrentamento ao Aedes aegypti e à Microcefalia, são três categorias (Mobilização e Combate ao Vetor; Cuidado (vigilância e atenção à saúde); e Desenvolvimento Tecnológico, Educação e Pesquisa) participando da premiação. Os oito melhores inscritos serão premiados. Os três primeiros colocados mostrarão suas experiências pessoalmente numa visita técnica ao Ministério da Saúde, em Brasília (DF). Já os outros selecionados terão seus relatos divulgados em mídias da CdP e de parceiros.

As inscrições podem ser feitas até o dia 3 de maio e o resultado será divulgado no dia 7 de junho.

Últimas de Rio De Janeiro