Polícia prende suspeito de transportar material radioativo no Santos Dumont

Agentes encontraram produtos de uso medicinal dentro de um veículo que vinha de São Paulo e iria para Porto Alegre

Por O Dia

Polícia apreende material radioativo no Aeroporto Santos DumontDivulgação

Rio - Agentes da Delegacia de Proteção do Meio Ambiente (DPMA) apreenderam, nesta quinta-feira, dois recipientes com material radioativo num Dobló branco (placa NTW-1838, de São Paulo) estacionado próximo ao Aeroporto Santos Dumont, no Centro do Rio. O motorista do veículo, que não teve a identidade revelada, foi preso em flagrante. Ele pagou fiança de um salário mínimo e liberado.

O material (fluordesoxiglicose, produto radioativo de uso médico utilizado em tomografias e como contraste em exames de coração) foi analisado por técnicos da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen). A Cnen informou que a carga está dentro das normas de segurança e de transporte.

Por se tratar de material médico, no entanto, havia uma restrição da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Delegado da DPMA, José Luiz Duarte disse que o material poderia causar danos aos olhos. Após a perícia, o descarte será realizado pela Cnen.

A carga foi despachada de Porto Alegre para o Rio e cada recipiente pesava 36kg. Os produtos apreendidos seriam destinados a dois hospitais particulares da capital fluminense. A Polícia Civil informou que a BND Bionuclear, empresa que transportava o material por via terrestre, está autorizada a realizar o serviço.

Professor de radiologia da Uerj, Roberto Mogami estranhou o material vir de outra cidade. “Uma hora e cinquenta minutos depois da fabricação ele perde 50% de sua potência. Uma empresa no Rio produz este material. E a quantidade apreendida não oferece risco”, explicou.


Últimas de Rio De Janeiro