Alerj doa R$ 16 milhões a oito órgãos com atividades comprometidas

Beltrame recebeu R$ 3,5 milhões para custear alimentação de alunos e professores do centro de formação da PM

Por O Dia

Rio - Em meio à crise econômica que afeta a máquina estadual, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) deu nesta quinta-feira ajuda a oito órgãos e programas que estão com atividades comprometidas. Doações que totalizam R$ 16 milhões foram feitas em caráter emergencial, depois de aprovadas em reunião da Mesa Diretora no último dia 19 de abril.

A verba sai do orçamento da Casa, que há mais de um ano tem cortado despesas, originando uma economia de R$ 169 milhões. Um dos beneficiados foi secretário de segurança, José Mariano Beltrame, que recebeu um cheque de R$ 3,5 milhões para custear a alimentação de alunos e professores do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças da PMERJ (CFAP). Os cursos tiveram sua carga horária reduzida em 50% devido à redução na comida.

Presidente da Alerj%2C Jorge Picciani%2C entregou doações às secretariasDivulgação

Na cerimônia de doação, Beltrame destacou que precisa do valor total previsto no orçamento de sua pasta, R$ 9 bilhões, para manter o trabalho de sua pasta. “Não quero nada a mais e nada a menos do que isso. Ele foi aprovado por essa casa e que me vem sendo dado de forma parcelada, impedindo que eu consiga fazer esse planejament”, disse o secretário.Sem isso, ele diz ser difícil planejar os próximos três meses, que englobam o período das Olimpíadas.

Também foi beneficiado com doação R$ 2 milhões da alerj o Instituto Estadual de Hematologia (Hemorio), que paralisou por algum tempo a coleta de sangue por falta de insumos e medicamentos. A Fundação da Infância e Adolescência (FIA) e o Programa Rio Sem Homofobia, ligados à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, vão receber, cada um, R$ 2 milhões. No ano passado, essa pasta só teve liberados R$ 2 milhões de um total de R$ 14 milhões previstos no seu orçamento.

O presidente da Casa, Jorge Picciani, disse que as doações vão ajudar a manter programas importantes. Tudo isso graças à diminuição de 11% do seu custeio da Assembleia em 2015.

A Universidade do Estado da Zona Oeste (UEZO) recebeu R$ 1,5 milhão para evitar a paralisação das suas atividades. Também a secretaria de Esporte, a secretaria de Prevenção à Dependência Química e o Conselho Estadual de Direitos da Mulher receberam doações na cerimônia realizada na tarde de ontem na Assembleia Legislativa.

Últimas de Rio De Janeiro